ARAÇATUBA | 18 JUNHO
| 8:38 | 16° MIN 28°MAX |
Pancadas de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Birigui
Zavanela a prefeito e Celso como vice podem viabilizar 'terceira via' para a Prefeitura de Birigui

Vereador há nove mandatos e disposto a não concorrer mais ao legislativo, o contador Wlademir Antônio Zavanella (PDT) pode surgir como uma terceira via par disputar a Prefeitura de Birigui, tendo como nome para vice-prefeito um funcionário de carreira da Câmara, Celso Mantovani, presidente do PP na cidade.


A possível candidatura vem sendo alinhavada com outros dois partidos: PSB e PRB, além do PDT e PP. E deve ganhar força caso os dois principais nomes da política em Birigui - o deputado estadual Roque Barbiere (PTB) e o ex-prefeito Wilson Borini (DEM) - não estejam na disputa.


"É uma possibilidade que vem sendo construída, mas que depende muito do quadro que se formar para as eleições municipais deste ano", afirma Celso.


CELSO E ZAVANELLA


MOTIVOS


A terceira via, com Zavanella na cabeça de chapa, surge com o fato de Birigui ter até o momento dois pré-candidatos considerados fracos para uma cidade que tem caciques do porte de Roquinho e Borini. Com o PT em desgraça nacional, a pré-candidatura do vereador pelo partido, Paulo Bearari, não impõe medo. Assim como a do presidente da Câmara, Cristiano Salmeirão, que trocou o PPS pelo PTB com o sonho de receber o apoio de Roque, o que ainda não está sacramentado.


DESALINHO


Salmeirão nutre um desejo antigo de virar prefeito de Birigui. Tanto que, nos dois últimos exercício, como presidente da Câmara, adotou uma postura de "bom moço, paz e amor" que já mostrou não dar certo com outros nomes da política nacional.


Recentemente, Salmeirão e um grupo político se reuniu com o atual vice-prefeito, Carlito Vendrame (PTN), para tentar articular uma composição. O presidente da Câmara seria o candidato a prefeito e o dono da fábrica de refrigerantes Paulistinha continuaria figurando como vice.


O Política e Mais apurou que, sobre esta composição, Vendrami teria consultado o ex-prefeito Borini, que rechaçou logo de cara e por um motivo simples: sua antipatia por Salmeirão, que sempre atacou o ex-chefe do Executivo enquanto vereador. Há quem diga que Borini, que enfrenta processos judiciais, já não descarta a possibilidade de lançar a própria esposa, Geni Albani, cujo irmão é presidente do DEM, para concorrer à Prefeitura, justamente para não ter que apoiar nomes com quem já teve divergências.


CHANCE


São situações que abrem caminhos para a chamada terceira via. Queira ou não, Zavanella é um nome forte na cidade e Celso, que já ocupou cargos importantes na Câmara, em especial de direção, também é conhecido pela população. Nessa, dependendo do que for costurado, é uma possibilidade que pode sim dar resultado.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.