ARAÇATUBA | 19 OUTUBRO
| 2:29 | 20° MIN 30°MAX |
Pancadas de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Vereadores gastam R$ 454 mil com salários em um mês
Anunciante
Com acesso aos gastos da Câmara de Araçatuba, referente a salários pagos no mês de fevereiro, o Política e Mais fez o levantamento de quanto cada um dos 15 vereadores mais 47 assessores de gabinete e da presidência custaram ao Legislativo. A somatória chega a R$ 454.547,45.

Para um Poder que tem orçamento de R$ 22 milhões para gastar no decorrer do ano, se continuar nessa toada, a Câmara de Araçatuba deve ultrapassar facilmente a casa dos R$ 5 milhões apenas com subsídios de vereadores e salários de assessores. Todo o restante vai para pagar mais cerca de 100 servidores efetivos, pensionistas e estagiários, além de manter todas as atividades da Casa.

O Política e Mais teve acesso apenas aos gastos do mês de fevereiro porque a Câmara, contrariando a Lei da Transparência, ainda não disponibilizou em seu site todas as suas receitas e despesas com tudo que faz enquanto Casa de Leis e órgão fiscalizador.

De acordo com o levantamento, o gabinete que menos consumiu dinheiro público no decorrer de fevereiro, foi o do parlamentar Arlindo Araújo (PPS). Ele teve, incluindo o próprio salário e de mais três comissionados, um gasto de R$ 23,5 mil. Já o gabinete da parlamentar Beatriz Soares (Rede), estourou a casa dos R$ 41 mil.

PRESIDENTE LIDERA GASTOS

Levando em consideração o gabinete pessoal e o da presidência, o parlamentar Rivael Papinha causou a maior despesa para a Câmara somente no mês de fevereiro. Seu salário, os de três apadrinhados no gabinete pessoal, mais dois na presidência, corresponderam a R$ 43.676,84.

Ainda no caso de Papinha, chama atenção o quanto ganham os nomeados na presidência da Câmara. A chefe de gabinete recebeu, só em fevereiro, R$ 12.157,75. Um outro assessor teve vencimento de R$ 6.771,57. Totalizando mais de 18 mil.

O que chama atenção no apontamento feito pelo Política e Mais, conforme planilha obtida no site da Câmara e confirmada pelo diretor-geral Antônio Lourenço Leal, todos os vereadores tem apadrinhados que recebem muito mais que eles próprio, que tiveram de disputar eleições e contar com os votos dos araçatubenses para garantirem cadeiras na Câmara.

Isso faz gerar questionamentos, pois os salários dos assessores são acrescidos mediante gratificações que são pedidas pelos parlamentares ao presidente da Casa. Nesta questão, por estatuto, Papinha pode liberar o pagamento de RDP (Regime de Dedicação Plena) correspondente a 50% do vencimento e até mais dois terços do que ganha o apaniguado político. Situações que geram estranheza, uma vez que, pelo menos em tese, quem representa o povo no Legislativo é o vereador mas quem acaba "recebendo" mais é seu assessor. Um assunto polêmico e que pode gerar infinitos questionamentos.

VEJA RELAÇÃO, POR GABINETE, DE QUANTO GANHAM VEREADORES E ASSESSORES:

GASTOS VEREADORES - SALÁRIOS GABINETE
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.