ARAÇATUBA | 9 DEZEMBRO
| 19:52 | 15° MIN 31°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
FAZER O BEM
Vereadores defendem saída da nora de Nava; irmã até toleram
Anunciante
Vereadores ouvidos pelo Política e Mais desde o último sábado (07), defendem que pelo menos a nora do secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de Araçatuba, Ermenegildo Nava, seja exonerada por entenderem que o caso configura nepotismo, infringindo assim a Súmula Vinculante número 13, do STF (Supremo Tribunal Federal), que cria impedimentos para a contratação de parentes para cargos públicos.

Presidente da Câmara, ele pelo grupo do prefeito Dilador Borges, o vereador Rivael Papinha (PSB) disse que, se no Legislativo, vereador não pode nomear parentes, o mesmo deve acontecer no Executivo. Ele afirmou que solicitará ao jurídico da Casa um levantamento para uma eventual tomada de posição caso os parlamentares sejam diretamente questionados a respeito do assunto.

Decano da Câmara, o parlamentar Arlindo Araújo (PPS) disse ao Política e Mais que Dilador e Edna não precisariam ser submetidos a um desgaste político desnecessário logo na primeira semana de mandato. Para ele, o próprio Nava, que tem a irmã Aparecida Nava nomeada para cargo de diretora do Departamento de Assistência Básica e a nora, Marise Storti Rodrigues Nava, com função apadrinhada na direção do Departamento de Supervisão de Ensino da Secretaria de Educação, também não precisaria desse desgaste.

Outra aliada de Dilador, que inclusive abriu mão de se eleger presidente da Câmara ao votar em Papinha mesmo tendo votos de toda a oposição do tucano, a parlamentar Tieza disse que, "se não pode para um, não pode para outro". Ela é claramente contrária à continuidade da nora de Nava no governo. No entanto, assim como demais vereadores, entende que, por ser funcionária de carreira, a irmã de Nava pode ser contemplada com o cargo de apadrinhamento, sem a configuração de nepotismo.

Todos os vereadores ouvidos pelo Política e Mais lembraram que Nava, num passado não muito distante, defendeu com unhas e dentes o fim do nepotismo na Prefeitura de Araçatuba, em especial nas administração dos já falecido prefeito Jorge Maluly Netto e de Cido Sério.

Autor de artigo publicado em jornal também repudiando o nepotismo, o ex-presidente local da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Alceu Batista, é outro contrário à nomeação da nora de naVa para cargo comissionado na Prefeitura.

Presidente do Sisema (Sindicato dos Servidores Municipais de Araçatuba), Denilson Pichitelli, também repudiou pelo menos uma das nomeações de Nava. "Nós sempre fomos contra o nepotismo. No próprio sindicato, baixamos uma norma proibindo a contratação de parentes. Quanto ao caso da irmã do secretário, é um fato que também pode ser questionado judicialmente. No entanto, o fato de ser uma profissional de carreira do município é menos agravante", afirma.

Outro que disse que consultaria advogado para se inteirar da questão foi o parlamentar Flávio Salatino. Ainda assim, em resposta a questionamento feito pelo Política e Mais, ele seguiu a linha de raciocínio dos demais vereadores.

Promessa de transformação do jeito de legislar em Araçatuba, o novato Almir Fernandes Lima, dos parlamentares com que a reportagem teve contato, foi o único que não quis se manifestar. Ele respondeu que preferia "não tecer comentários" quando questionado.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.