ARAÇATUBA | 21 OUTUBRO
| 22:30 | 15° MIN 29°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
ECONOMIA
UM A UM: Alcaide deve dialogar com vereadores vassalos sobre necessidade de reajustar IPTU; população tem que se mexer
Anunciante
O Política e Mais recebeu a informação de que o ilustre alcaide municipal Dilador Borges (PSDB) vai discutir, de forma individual, com cada um dos vereadores que aceitar seu convite para um café na sede do Executivo, com a finalidade de explicar a "necessidade expressa" de se aumentar o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) cobrado dos araçatubenses a partir do próximo ano.

Não é novidade para ninguém que, dos 15 vereadores que compõem o Legislativo, 14 comem, literalmente, nas mãos dos tucanos. Todos eles tem aliados indicados para cargos comissionados ou integrantes do quadro de servidores efetivos da Prefeitura que recebem as famigeradas FGs (Funções Gratificadas).

Resta saber se vão enfrentar o desgaste perante a população. Vale lembrar que, lá atrás, quando a Câmara decidiu aumentar o IPTU, houve panfletagem na cidade com os nomes de quem votou a favor da proposta. Desta vez, com toda certeza o assunto dominará as redes sociais.

E apesar de as próximas eleições municipais ocorrerem só em 2020, o advento da tecnologia fará com que os eleitores, em plena campanha, sejam lembrados facilmente sobre quem venha a votar favoravelmente ao reajuste do IPTU.

Já para 2018, quem se candidatar a deputado também pode sofrer as consequências nas urnas. Uma questão que vale, principalmente, para a vice-prefeita Edna Flor. Em um evidente processo de desgaste perante a população, por ser na Prefeitura completamente diferente da forma como se portava no Legislativo, a pepessista pode se queimar ainda mais caso o imposto seja aumentado da forma como está sendo planejado.

'LEMBRA AÉCIM'

Uma provável "negociação" pessoal do prefeito/cimenteiro Dilador Borges com cada um dos vereadores vassalos de sua base aliada remete qualquer cidadão, facilmente, ao caso Aécio Neves. Senador mineiro do PSDB, mesmo partido do alcaide araçatubense, que contou com negociações articuladas pela cúpula do governo federal para voltar ao Senado, após o STF (Supremo Tribunal Federal) o ter suspenso do mandato.

Conforme o Política e Mais apurou com vereadores aliados ao tucanato local, o diálogo "um a um" configura, sobretudo, uma armação contra a população, levando-se em conta que o atual governo realizou recente negociação de tributos em atrasos para facilitar a vida da população no que diz respeito a suas obrigações com os tributos municipais.

Antes que o ferro em brasa seja lançado contra a população, seria interessante que cada eleitor viesse a usar das ferramentas que possui em mãos para cobrar dos parlamentares que ajudaram a eleger. Apesar de a proposta de aumento ser da Prefeitura, se os vereadores não quiserem, ela não será praticada pelo Executivo. Para isso, Basta cobrar. Ou então, escolher outros candidatos nas próximas eleições.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.