ARAÇATUBA | 18 JUNHO
| 19:55 | 16° MIN 28°MAX |
Pancadas de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
FAZER O BEM
TCE 'ouve' Edna e barra gasto de R$ 6,5 mi com computadores
O TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) suspendeu nesta segunda-feira (24) a segunda licitação aberta pela Prefeitura de Araçatuba para a realização de uma compra gigantesca de computadores, impressoras, notebooks, tabletes, projetores e telas de projeção, além de sistemas de armazenamento de dados e imagens, para as repartições que compõem a administração municipal. A contratação estava estimada em R$ 6,5 milhões.

O Tribunal acolheu representação feita pela vereadora Edna Flor (PPS), conforme antecipou o Política e Mais. A futura vice-prefeitura de Araçatuba, eleita na chapa encabeçada por Dilador Borges (PSDB), fez uma série de questionamentos ao edital de licitação publicado pelo governo municipal. A suspensão do processo, que deveria ter propostas apresentadas na próxima quinta-feira (27), foi determinada pelo conselheiro Antônio Roque Citadini, que determinou prazo de 48 horas para o município prestar esclarecimentos.

O processo questionado por Edna prevê a compra de 823 computadores, 174 impressoras, 259 notebooks, 5 projetores multimídia, 6 telas de projeção, 4 sistemas de armazenamento de imagens e dados e 400 tabletes. Uma aquisição que, segundo a parlamentar, ultrapassaria a casa dos R$ 6 milhões.

Na semana passada, também com base em representação feita por Edna, TCE-SP já havia paralisação processo de compra de 450 computadores, 50 notebooks, 150 impressoras, além de 250 estabilizadores de energia, 5 copiadoras com impressora e scanner; 30 roteadores de internet e um sistema de armazenamento de imagens e dados. Aparelhos que seriam destinados à secretaria de Educação.

APONTAMENTOS DE EDNA

Em representação formalizada, a parlamentar diz que o edital não informa o orçamento elaborado pela administração e que, muito embora a planilha de reços integre os autos do processo administrativo, o acesso ao documento só se dá através de requerimento, cuja resposta poderá ser dada em até 15 dias, ultrapassando a data de abertura do certame.

A representação ainda alega que valores apostos ultrapassam em até 100% os preços de mercado, e que o memorial descritivo traz exigências restritivas, consubstanciadas na vinculação de marca entre a máquina, teclado e mouse, chiset da placa-mãe com processador, computador dual core e equipamentos periféricos.

Edna também questionou a exigência de que o fabricante faça parte da lista de membros da board DMTF e que o equipamento tenha certificação EPEAT, categoria gold ou silver, além da obrigatoriedade de que o contratado disponibilize linha gratuita (0800) e site do fabricante, para possíveis chamadas técnicas, trazendo para a licitação a vinculação de terceiro, em contrariedade com a Súmula 15 do próprio TCE-SP.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.