ARAÇATUBA | 20 JULHO
| 20:59 | 15° MIN 32°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
SAÚDE
SUS credencia hospital de Araçatuba para procedimentos oftalmológicos

O Hospital Central, em Araçatuba, foi credenciado ao SUS (Sistema Único de Saúde) para a realização de procedimentos de média e alta complexidade em oftalmologia. Para isso, terá um teto mensal de R$ 204 mil, o que equivale a R$ 2,4 milhões por ano, para atender de graça pacientes dos 43 municípios da região, que possuem uma população de aproximadamente 1 milhão de habitantes.

O credenciamento, anunciado pelo ministro da Saúde, Gilberto Occhi, durante a inauguração do novo pronto-socorro municipal de Araçatuba, vai reduzir a demanda reprimida na região em oftalmologia, cujos atendimentos eram centralizados em Buritama ou encaminhados para São Paulo.

Somente em Araçatuba, 10 mil pacientes aguardam por consultas ou procedimentos na especialidade. Em Birigui, outras 6 mil pessoas estão na fila de espera para atendimento oftalmológico.

A meta do Hospital Central é realizar 2 mil procedimentos por mês, inicialmente, entre consultas, cirurgia de pterígio (carne crescida dentro do olho), de catarata, glaucoma, estrabismo, mapeamento de retina, exames, entre outros. A previsão é iniciar o atendimento gratuito em 40 dias, após a assinatura do contrato com a Prefeitura de Araçatuba, que será a gestora do serviço.

Dentre os R$ 204 mil mensais, serão distribuídas as cotas de Araçatuba e dos demais municípios, de acordo com a demanda. Os agendamentos dos pacientes serão feitos pelas prefeituras.

INVESTIMENTOS

Para atender às exigências do Ministério da Saúde, o Hospital Central investiu cerca de R$ 5 milhões na compra de aparelhos específicos de oftalmologia, como microscópico cirúrgico e equipamento de laser, nos últimos três anos.

A administradora do hospital, Nancy Ferreira da Silva Cunha, afirma que o credenciamento vai dar ao hospital a condição de se aparelhar e se especializar em uma área que é, hoje, um gargalo grande para Araçatuba e região. “Vamos oferecer um serviço com qualidade e humanização”, garante.

OUTRAS ÁREAS

Nancy disse que o hospital deverá buscar credenciamento do SUS para outras especialidades, de média complexidade, o que poderia ajudar a evitar o estrangulamento da Santa Casa de Araçatuba, já que alguns procedimentos poderiam ser encaminhados para o Hospital Central.

“Assim, a Santa Casa teria condições de ter mais leitos para a alta complexidade, como a área cardíaca e de neurocirurgia”, afirma Nancy.

O Hospital Central, segundo a administradora, possui aparelhamento técnico, com centro cirúrgico dotado de equipamentos modernos, enfermarias e leitos de internação de média complexidade, além de recursos humanos, para realizar cirurgias de vesícula, de hérnia, dentre outros procedimentos.

Hoje, o hospital atende por vários convênios particulares, inclusive o próprio, por meio do cartão Central Card. “Nós temos condições de oferecer isso para o SUS também, pois temos tempo ocioso”, disse.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.