ARAÇATUBA | 20 AGOSTO
| 5:21 | 15° MIN 30°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Supostos opositores já negociam sustentação ao governo Dilador

Para quem dizia que manteria com pretensos vereadores de oposição na Câmara de Araçatuba um diálogo republicano, com disposição apenas para dialogar sobre boas ideias, mas sem qualquer tipo de barganha, o governo do prefeito Dilador Borges (PSDB) tem se aproximado com uma certa pressa da "velha guarda" legislativa de Araçatuba.


Informações que chegam da Prefeitura e outras confirmadas por simples acompanhamento do Diário Oficial do município, mostra que, para ter uma base de sustentação na Câmara, Dilador tem, sim, dialogado com quem não imaginava ter que dialogar tão cedo.


Após contar com os vereadores Beatriz Soares (Rede) e Flávio Salatino (PMDB) em sua bancada, que em tese era composta por sete parlamentares, Dilador já teria iniciado conversa e a formalização de compromissos com pelo menos três "macacos velhos" do Legislativo local: Antônio Edwaldo Dunga Costa (DEM), Jaime José da Silva (PTB) e Cláudio Henrique da Silva (PMN). Única e exclusivamente pela necessidade de ser garantir uma maioria absoluta na Câmara para aprovação de projetos de interesse do governo e rejeição a proposta que possam colocar em risco o governo tucano.


Nos bastidores, as informações são de que Jaime já teve gente sua nomeada para cargo comissionado na Prefeitura. E que o mesmo estaria prestes a acontecer com Dunga e Cláudio. Todas estas articulações estariam em andamento por um motivo: falta de confiança em dois eleitos pela chapa do tucano nas eleições de 2016: Arlindo Araújo (PPS), que garante que sempre será independente, e Lucas Zanatta (PV), que, para integrantes da cúpula do governo, é visto como um parlamentar estreante e rebelde, sem chances de dar garantias necessárias ao Executivo.


Diante do cenário de amarrações, Dilador acaba deixando fora de sua lista de potenciais aliados os dois vereadores mais votados no último pleito: Cido Saraiva (PMDB) e Gilberto Batata Mantovani (PR), além de Denilson Pichitelli (PSL), presidente do Sisema (Sindicato dos Servidores Municipais de Araçatuba). Uma situação que gera descontentamento por parte destes vereadores, que acabam se sentindo preteridos no "diálogo compositivo", se assim pode-se dizer, com o governo.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.