ARAÇATUBA | 19 DEZEMBRO
| 5:34 | 23° MIN 34°MAX |
Nublado e Pancadas de Chuva - Fonte: CPTEC/INPE
ECONOMIA E AGRONEGÓCIO
Anunciante
COMIDA PARA QUEM PRECISA...
Sindicato pedirá triagem e que Bom Prato atenda aos mais necessitados
Anunciante

O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Araçatuba e Região (SHRBSA) quer que a Prefeitura de Araçatuba faça uma triagem para fornecer refeições no Bom Prato para quem realmente esteja em situação de vulnerabilidade social. Desde que o espaço foi inaugurado, em julho deste ano, oferecendo comida a valores subsidiados, de R$ 0,50 a R$ 1,00, o movimento nos restaurantes convencionais caiu até 70%.

“Queremos que sejam colocados critérios como eram antigamente, na época do Restaurante Popular. Aberto do jeito que está, o Bom Prato está carreando toda a clientela dos restaurantes para lá”, afirmou o presidente da entidade, Euflávio de Carvalho Júnior.

Nesta semana, o Sindicato vai reunir donos de restaurantes para ouvir as suas reivindicações e, posteriormente, agendar uma reunião com o prefeito. A expectativa é de reunir cerca de 30 comerciantes para conversar com o chefe do Executivo.

Segundo os donos de restaurantes, o Bom Prato está recebendo um público que não precisa do serviço social, pois tem condições de pagar um café da manhã ou um almoço em um restaurante comum, como comerciários, bancários, moto-taxistas e funcionários de escritórios.

Para o presidente do SHRBSA, um dos critérios que o município deveria adotar para fornecer refeições no Bom Prato é exigir do público o cadastro em programas sociais, como o Bolsa Família. “Os comerciantes estão se sentindo muito prejudicados. Da forma como está, estão acabando com os restaurantes da cidade, que a cada dia perde mais clientela”, disse Euflávio.

Donos de restaurantes ouvidos pela reportagem disseram que a redução no movimento foi tão grande que foram obrigados a demitir funcionários. Alguns estão também com o aluguel atrasado. Os mais atingidos são os que estão localizados na região central da cidade e oferecem refeições de R$ 8,00 a R$ 18,00.

Euflávio lembra que o antigo Restaurante Popular, que funcionava no mesmo lugar onde está instalado hoje o Bom Prato, fornecia senhas para refeições apenas para pessoas comprovadamente em vulnerabilidade social.

Em Araçatuba, o Bom Prato serve 1,5 mil refeições por dia, sendo 300 no café da manhã, a R$ 0,50, e 1,2 mil no almoço, a R$ 1,00.


Secretaria de Desenvolvimento Social diz que cabe ao município divulgar o Bom Prato entre o público-alvo

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que cabe ao município divulgar o Bom Prato entre o público-alvo, conscientizando sobre a importância de uma refeição digna e balanceada.

Segundo a Secretaria, o Bom Prato tem como finalidade o atendimento de pessoas em vulnerabilidade social, idosos, desempregados e subempregados, itinerantes e trabalhadores de baixa renda. “Entretanto, não podemos restringir a entrada de outros usuários, pois se trata de um programa de segurança alimentar subsidiado pelo Estado, mas com uma contrapartida do cidadão (R$1,00) e, portanto, aberto a todos”, informou a Secretaria, por meio de sua assessoria de imprensa.

Ao ser informada que moradores de rua continuam pedindo comida nas residências e nos próprios restaurantes, a Secretaria disse contar com a população, incluindo os comerciantes, para que, em vez de darem comida, orientem essas pessoas sobre a existência do restaurante Bom Prato.

Em Araçatuba, o Bom Prato está atendendo comerciários, bancários e pessoas com condições de custear a própria refeição em restaurantes comuns. De outro lado, é comum observar moradores de rua pedindo comida em restaurantes e residências.

Questionada anteriormente, a Prefeitura disse que não há critério para o fornecimento das refeições e que segue o modelo em vigor em todo o Estado. “Não há intenção de rever o projeto, que é de segurança alimentar, para toda a população”, afirmou a assessoria de imprensa da Prefeitura, em nota enviada no mês passado.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.