ARAÇATUBA | 19 DEZEMBRO
| 5:52 | 23° MIN 34°MAX |
Nublado e Pancadas de Chuva - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
NEGLIGÊNCIA
Sem cinto e acompanhante, idosa de 93 anos cai em ambulância do Samu
Anunciante

Uma idosa de 93 anos, que passou por uma cirurgia no fêmur na Santa Casa de Araçatuba, na última semana, caiu da maca da ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), quando era transportada para casa, após receber alta médica do hospital.

Segundo a família, ela estava sem cinto de segurança e foi transportada sozinha com o motorista na ambulância, apesar de uma das filhas da idosa ter sido informada no hospital que duas enfermeiras acompanhariam a paciente no percurso até sua casa.

O caso aconteceu na última quinta-feira (27), mas só veio à tona após um desabafo nas redes sociais da musicista Vânia Basquerotto, filha da idosa, que é professora aposentada. Ela aproveitou o Dia do Idoso, celebrado nesta segunda-feira (1º), para mostrar a sua indignação.

“A gente fica indignada, porque é uma pessoa indefesa, que, além de idosa, tem Alzheimer”, afirma Vânia. Ela relata que a mãe caiu da maca e, possivelmente, foi transportada todo o tempo no chão da ambulância. “Nós vimos que ela estava caída quando o motorista abriu o veículo para que ela fosse retirada”, contou.

A idosa ficou 11 dias internada na Santa Casa de Araçatuba. Após nove dias de internação, ela passou pela cirurgia do colo do fêmur, para a colocação de uma prótese. O procedimento foi realizado na terça-feira (25) e dois dias depois, a paciente teve alta médica.

Conforme a família, uma das filhas que estava com a mãe no hospital fora informada que duas enfermeiras acompanhariam a paciente durante o transporte na ambulância e, por isso, não haveria necessidade de um familiar acompanhá-la no veículo.

Para completar, segundo Vânia, a idosa foi levada para o endereço errado. “Eles levaram minha mãe para a casa onde ela morava, mas ela reside comigo já há bastante tempo”.

Após constatar que a mãe havia caído da maca, Vânia voltou à Santa Casa na ambulância do Samu para verificar se a mãe teria se machucado após a queda. Foi realizada uma radiografia, além de uma consulta com o especialista que a operou. Felizmente, a idosa não se machucou e a queda não prejudicou a cirurgia. A idosa passa bem.

“Foi Deus quem amparou a minha mãe, porque ela poderia ter se machucado e a queda poderia ter ofendido a cirurgia”, disse Vânia. “Achei um absurdo uma pessoa despreparada transportar e derrubar uma idosa de 93 anos, e ainda operada”, desabafou.

Com receio de nova queda, a filha da aposentada decidiu pagar uma ambulância particular para levar a mãe de volta para casa. “Nós pagamos impostos e deveríamos ter um serviço público de qualidade, mas, infelizmente, esta não é a realidade”.

OUTRO LADO

A Organização Social de Saúde da Santa Casa de Birigui, que administra os serviços de urgência e emergência da Prefeitura de Araçatuba, disse ter ciência do ocorrido e que está apurando os fatos. A OS informou, ainda, que medidas administrativas serão tomadas, mas não informou quais.

 

Leia abaixo o desabafo da filha da idosa no Facebook:

“No dia do idoso como se está comemorando hoje, venho trazer a minha indignação ao tratamento dessas pessoas tão indefesas e tão desrespeitadas. Minha mãe fez uma cirurgia de fêmur, teve alta e foi para minha casa de ambulância. Para nossa tristeza, não foi colocado cinto de segurança e ninguém estava com ela como foi informado no hospital. Ela caiu dentro da ambulância, por falta de segurança. Isso é um total absurdo e é com total tristeza meu repúdio. Pessoas que dirigem ambulâncias precisam ser orientadas. Há um ser humano totalmente indefeso que merece ser tratado com dignidade. 

 


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.