ARAÇATUBA | 20 JULHO
| 20:41 | 15° MIN 32°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
SAÚDE
Santa Casa de Guararapes retoma parcialmente o atendimento

A Santa Casa de Guararapes retomou parcialmente o atendimento ao público nesta quinta-feira (12). As internações voltaram a ser realizadas, depois que três dos nove médicos em greve retornaram ao trabalho. As cirurgias permanecem suspensas.

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, voltaram ao trabalho os profissionais da clínica médica (geral e cardiologia) e radiologia.

Eles retornaram às atividades após uma reunião com o prefeito Tarek Dargham (PTB) e o provedor Marcos Takashe Sabane, que se comprometeram a quitar os salários atrasados em até dez dias, com uma verba de R$ 100 mil, já autorizada pelo Ministério da Saúde e que deverá ser liberada nos próximos dias.

Ainda estão paralisados os serviços de obstetrícia, ortopedia, anestesiologia e cirurgias, prestados por seis médicos. Na próxima semana, será realizada uma nova reunião na tentativa de resolver este impasse. A Prefeitura e a Santa Casa esperam conseguir outros R$ 200 mil para quitar os salários destes profissionais.

GREVE

Os nove médicos do corpo clínico da Santa Casa de Guararapes entraram em greve no dia 1º de julho por causa do atraso dos pagamentos. Desde então, dez cirurgias já foram canceladas. Os médicos estão sem receber os salários de janeiro, fevereiro, março e maio. A folha de pagamento dos médicos é de aproximadamente R$ 80 mil.

Conforme a assessoria de imprensa da Prefeitura de Guararapes, o prefeito está ajudando a Santa Casa a quitar estes débitos, mas descartou uma intervenção no hospital. Na semana passada, o DRS II (Departamento Regional de Saúde) solicitou uma intervenção da Prefeitura no hospital por causa da greve.

A Santa Casa de Guararapes passou a ser administrada por uma irmandade, composta por 15 pessoas, em março do ano passado, após ficar sob intervenção municipal de 2015 a 2017.

O hospital realizava, até então, 24 cirurgias eletivas (marcadas) por mês de hérnia, apendicite, hemorroida, fimose e vasectomia, além de partos, que também foram suspensos e estão sendo transferidos para outros municípios via Cross (Central de Regulação de Ofertas d Serviços de Saúde).

RECURSOS

A Santa Casa é mantida com recursos do SUS, particulares e convênios. Do SUS, recebe mensalmente R$ 174 mil, mas são descontados R$ 34 mil referentes a um empréstimo realizado para custear despesas do hospital.

Já a Prefeitura repassa R$ 300 mil mensais, que são suficientes apenas para manter os serviços de urgência e emergência, que não foram afetados com a greve.

 


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.