ARAÇATUBA | 22 OUTUBRO
| 15:25 | 18° MIN 30°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
CIDADES
Salmeirão convoca sessão para cortar cargos e enxugar R$ 8 mi
Anunciante
O prefeito de Birigui, Cristiano Salmeirão (PTB), protocolou na Câmara nesta terça-feira (24) projeto de lei que extingue 31 cargos comissionados da Prefeitura de Birigui. O corte vai gerar, em 4 anos, segundo a própria administração municipal, economia de R$ 8. 666.464,25. Valor que pode passar de R$ 9 milhões se levada em consideração o acúmulo médio de inflação de 5,8%

Em outro projeto, também de autoria do prefeito, está previsto o fim da incorporação salarial de cargos comissionados. Se a Câmara aprovar os dois projetos, a economia durante a gestão 2017-2020 ultrapassará R$ 10 milhões.

Os projetos serão deliberados nesta quinta-feira, dia 26, quando os vereadores estarão reunidos em sessão extraordinária. A realização da sessão foi um pedido de Salmeirão. "Nossa gestão pretende usar esse dinheiro em infraestrutura, em melhorias para Birigui, ou seja, em melhorias para a população", diz.

Segundo levantamento feito pela secretaria de Administração, o impacto da extinção dos cargos comissionados vai gerar, por ano, uma economia de R$ 2.166.616.06. "Só vamos colocar o caixa da Prefeitura em ordem tomando medidas drásticas. O erário será 100% respeitado. A extinção destes cargos significa reorganizar nossa estrutura interna, sem comprometer o bom atendimento ao público", explica.

INCORPORAÇÃO

Sobre as incorporações salariais, a ser apreciada nesta quinta-feira, a proposta deverá atingir diretamente servidores concursados que ocupam cargos em comissão. Levantamento feito pela pasta de Administração aponta que, atualmente, 48 servidores contam com gratificação incorporada em seus vencimentos, o que corresponde a R$ 1.147.971,03. Estes, por direito adquirido, não sofrerão alterações.

"De agora em diante não haverá mais incorporações salariais deste tipo. Sei que essa medida irá desagradar 59 servidores que estão em processo de incorporação, mas a questão matemática é simples de entender: a Prefeitura de Birigui não tem condições financeiras para isso, que está impactando a sustentabilidade financeira do BiriguiPrev", frisou o prefeito.

Segundo a secretaria de Administração, com o fim da incorporação salarial dos cargos comissionados, a economia será de, aproximadamente, R$ 1,5 milhão (durante a gestão). O prefeito acredita na aprovação unânime dos projetos. "Se somarmos as economias previstas com a aprovação dos projetos, teremos, em quatro anos, uma economia que ultrapassa os 10 milhões de reais. Isso é muito significante para o cofre municipal, que enfrenta graves dificuldades financeiras", acredita.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.