ARAÇATUBA | 20 JULHO
| 20:46 | 15° MIN 32°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
SAÚDE
Região de Araçatuba registra os primeiros casos de gripe H3N2

A região de Araçatuba registrou nesta quinta-feira (21) os dois primeiros casos de infecção pelo H3N2, subtipo do vírus influenza A que provocou surto de gripe nos Estados Unidos e provocou diversas mortes. Os pacientes são de Penápolis e Mirandópolis.

Com a nova atualização, já são 16 casos de gripe confirmados em Araçatuba (1); Andradina (7); Mirandópolis (6) e Penápolis (2). Destes, 14 são do tipo H1N1 e dois do H3N2.

Inicialmente, a Vigilância Epidemiológica de Mirandópolis havia informado que todos os casos de gripe registrados na cidade eram do tipo H1N1.

Nesta quinta, porém, o município informou que um homem de 32 anos fora acometido pelo subtipo H3N2. O paciente passa bem, segundo a Vigilância. Os outros cinco casos da doença, todos em crianças de um a oito anos de idade, são de H1N1 e todas passam bem.

 Um dos casos, confirmado nesta quinta-feira, é de uma menina de oito anos que, em 12 de junho, os exames apontaram negativo para a doença. No entanto, o Instituto Adolfo Lutz, responsável pelos exames, emitiu um novo resultado, confirmando o caso como positivo, segundo a assessoria de imprensa de Mirandópolis.

A preocupação da Vigilância Epidemiológica do município é com as crianças, que são as principais vítimas da doença e, embora façam parte do grupo prioritário da campanha de vacinação contra gripe, estão entre os que apresentaram a menor cobertura vacinal.

Por isso, nesta quarta (20) e quinta (21), os departamentos de saúde e educação da Prefeitura trabalharam em conjunto para aplicar doses da vacina contra a gripe nas escolas da cidade. Nos dois dias, 59 crianças foram imunizadas.

Das 1.120 crianças que devem ser vacinadas em Mirandópolis, 517 receberam as doses, o que representa cobertura vacinal de 41,52%. Outro público que não atingiu a meta da campanha é o das gestantes – entre elas, apenas 37,74% tomaram a vacina. De acordo com o diretor da Saúde, Farid Haddad, um trabalho específico está sendo realizado por meio de agendamentos.  

MORTES

A gripe já matou três pessoas na região de Araçatuba, todos moradores em Andradina. As vítimas são um homem de 39 anos que tinha diabetes; uma mulher de 58 anos portadora de doença crônica, cuja comorbidade não foi informada; e um idoso de 73 anos de idade.

Em Andradina, a preocupação também são as crianças e as gestantes, por isso, a Vigilância Epidemiológica está vacinando as crianças nas escolas e as gestantes em suas residências, por meio de agendamento feito pelos agentes de saúde.

SUBTIPOS

Em Penápolis, o caso de H3N2 também foi confirmado em um adulto. No entanto, a assessoria de imprensa do município não informou seu estado de saúde. O município tem ainda um caso confirmado de H1N1.

A vacina distribuída na campanha contra a gripe protege contra o H1N1, o H3N2 e também contra um subtipo do Influenza B.

Devem ser vacinadas todas as crianças com idade entre seis meses de idade até cinco anos, gestantes, idosos, puérperas (mães que tiveram bebês nos últimos 45 dias), professores, trabalhadores da saúde e pacientes portadores de doenças crônicas.

SINTOMAS

A orientação da Vigilância Epidemiológica é que as pessoas procurem as Unidades Básicas de Saúde o mais rápido possível em caso de sintomas da doença.

Os sintomas da gripe são febre alta e repentina (acima de 38°), dor de garganta, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações, coriza, tosse e falta de apetite. O paciente pode ter ainda diarreia e vômito.

É importante ficar atento aos sinais de agravamento da doença, como respiração rápida e curta, sonolência e persistência ou aumento da febre por três dias ou mais.

 


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.