ARAÇATUBA | 24 JUNHO
| 9:54 | 17° MIN 30°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
aumento
Pressão e medo das urnas devem levar vereadores de Birigui a manter veto a reajuste salarial de 38%

A pressão popular e o medo das urnas levarão os vereadores de Birigui a manterem, em sessão nesta terça-feira (22), o veto imposto pelo prefeito Pedro Bernabé (PSDB), a projeto de lei da mesa diretora do Legislativo que aprovou, no início do mês, proposta de reajuste da ordem de 38% para os políticos da cidade.


A proposta foi levada à votação com assinaturas de três dos quatro integrantes da Mesa Diretora: do vice-presidente, Vadão da Farmácia (PTB); da 1ª secretária, Hebe Cervelati (PR) e da 2ª secretária, Osterlaine Alves (PMDB). O presidente da Casa, Cristiano Salmeirão (PPS), não assinou a proposta.

CAMARA BIRIGUI 1 - veto aumento

Votaram contra o aumento os parlamentares Gilmar Cavaca (PSDB), Paulo Bearari (PT), Paquinha (PSD), Pastor Reginaldo (PTB), Rogério Guilhen (PV) e Vadão da Farmácia (PTB), embora tenha assinado o projeto para que ele pudesse tramitar pela casa. O vereador José Fermino Grosso (DEM) não estava presente na votação e Salmeirão, por ser presidente, não teve direito a voto. Os demais parlamentares foram favoráveis ao reajuste.

Nesta terça-feira, o veto de Bernabé será apreciado. Em 1º de março, o projeto foi aprovado por 9 votos favoráveis e seis contrários. Placar que tende a mudar bastante após quatro vereadores que haviam votado favoravelmente ao reajuste, terem recuado e afirmado publicamente que, agora, vão seguir o veto do prefeito.

Na lista dos que vão voltar atrás estão Josená Vitorino da Silva (PDT), Osterlaine Alves (PMDB), Leandro Moreira (PTB) e Adauto Quirino (PTN). Outros parlamentares favoráveis à proposta de reajuste ainda não se manifestaram.

Pelo projeto original, caso confirmado o aumento, o salário do prefeito de Birigui passaria de R$ 16.827,31 para R$ 23.305,82. Já o do vice-prefeito saltaria de R$ 5.609,10 para R$ 7.768,60. Os secretários municipais, que hoje ganham R$ 6.405,78, teriam salários de R$ 8.872,00. Enquanto que os vereadores teriam subsídios elevados de R$ 5.609,10 para 7.768,60. E o próximo presidente da Câmara deixaria receber R$ 7.469,43 ao mês para ganhar R$ 10.345,16.

Com informações e imagens da assessoria de imprensa da Câmara de Birigui.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.