ARAÇATUBA | 18 AGOSTO
| 22:28 | 10° MIN 29°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Preparem-se para ter MUITA VERGONHA, ou não, DESTES 'NOBRES'
A Câmara de Araçatuba lê, na sessão de segunda-feira (03), o pedido de CP (Comissão Processante) apresentado à Casa pelo advogado Lindemberg Melo Gonçalves, com base em denúncia feita pelo jornal Folha da Região, no último dia 24, sobre o estoque de remédios e fraldas geriátricas no almoxarifado da secretaria de Saúde enquanto os mesmos faltavam em UBSs e na Farmácia Municipal.

Será a quarta, e talvez a mais importante, vez em que a Câmara apreciará um pedido de CP contra o prefeito Dilador Borges (PSDB) - o cimenteiro que, ao lado da defensora dos direitos humanos, Edna Flor (PPS), forma o governo DILAFLOR, aquele da campanha, que prometeu tanto RESPEITO à população de Araçatuba. Lembram?

Importante porque o assunto em questão não envolve nem uma nem duas pessoas, mas toda uma população. E a decisão da Câmara, na próxima segunda-feira, será preponderante para o araçatubense aflorar seu sentimento de MUITA VERGONHA ou, pelo menos, um pouco de satisfação pelo voto não jogado fora nas eleições de 2016, em relação a três ilustres vereadores que formam no Legislativo a Comissão Permanente de Saúde.

São eles: o parlamentar Lucas Zanatta (PV), que é filho do médico pneumologista José Carlos Zanatta; o médico cardiologista Flávio Salatino (PMDB), irmão do ex-vereador Marcos Salatino, que vestia nariz de palhado para demonstrar insatisfações com ações do governo municipal e que dava "banana pra eles"; e o delegado aposentado Jaime José da Silva (PTB).

O Política e Mais não gostaria, mas pensa que o araçatubense terá muito mais motivo para se envergonhar dos três do que sentir orgulho. É um pressentimento de quem acompanha o cotidiano da política e sabe muito bem que os três vereadores têm aliados políticos indicados para cargos apaniguados no governo DILAFLOR, por mais que jurem, de pés juntos, o contrário.

Velho de Casa e no seu terceiro mandato, Jaime tem argumentos e óleo de peroba de sobra para votar contra o pedido de investigação. Agora, Lucas, como membro da Comissão de Saúde, e Flávio Salatino, como médico e vice-presidente da mesma, deveriam ter o brio a abandonar tais postos se votarem contra o pedido de investigação de um caso para lá de sério. Um caso que configura, antes de mais nada, desrespeito para com a população. Principalmente, pelo fato de, diante dos próprios argumentos mostrados pela Prefeitura, a população ter ficado sem fraldas por pelo menos duas semanas e sem remédios sabe Deus por quanto tempo mais ou menos.

Não se trata de instalar uma comissão para derrubar prefeito. Todo pedido de investigação, formalmente, tem sim que pedir punições severas contra o chefe do Executivo que se omite das suas obrigações. No entanto, a instalação da CP seria um exemplo de maturidade política para a Câmara. Ela poderia descobrir, sem conchavos com o Executivo, o que realmente acontece de errado e propor correções. Sem a necessidade de pedir a cabeça de Dilador.

Por isso, os votos de Lucas, Flávio e Jaime são fundamentais para que o araçatubense tenha ou não orgulho destes três vereadores que se propuseram, na Câmara, cuidar da saúde Público. Apesar de o Legislativo ter 15 parlamentares e a instalação da CP necessitar de pelo menos 10 votos favoráveis, o exemplo tem que ser dado por quem integra a Comissão de Saúde. Flávio vai querer ser motivo de vergonha para seus pacientes? Lucas vai querer ser motivo de vergonha para seu pai, que também é médico conceituado na cidade?

O voto dos demais é consequência. Independente de a CP ser ou não instalada. Pelo menos a Comissão de Saúde tem que dar o seu exemplo em defesa do povo e não na garantira de meia dúzia de cargos no governo. É hora de fazer o que a vice-prefeita Edna Flor também cobrava enquanto atuava como "pedra" na Câmara. Hoje ela está do outro lado e, na condição de vidraça, não pode compactuar com problemas que tanto abominou durante sua vereança.

Sim, a CP tem uma enorme chance de ser arquivada. Pelo andar da carruagem, pode ser até que o próprio Jurídico da Prefeitura recomende isso num parecer duvidoso diante de fatos consumados. Será uma vergonha generalizada. Porém, muito maior para Lucas, Flávio e Jaime, que se comprometeram a defender a Saúde da população que mais necessita.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.