ARAÇATUBA | 17 DEZEMBRO
| 18:30 | 23° MIN 35°MAX |
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
CIDADES
Prefeitura vai gastar R$ 400 mil até 6 de outubro para Santa Casa assumir partos e atendimentos no lugar do Hospital da Mulher
Anunciante
O governo DILAFLOR -- este aí, formado pelo cimenteiro Dilador Borges (PSDB) e a defensora dos direitos humanos, da ética, da legalidade e da moralidade, Edna Flor (PPS) --, vai gastar de hoje até o dia 6 do próximo mês, um montante de R$ 400 mil para que a Santa Casa local assuma partos e internações de responsabilidade do Hospital da Mulher, que será parcialmente desativado de forma temporária.

O encaminhamento das pacientes para o principal hospital da cidade foi anunciado pela secretária de Saúde, Carmem Sílvia Guariente, e propagada à imprensa por meio de nota oficial da Prefeitura, que não informou o valor do gasto coma mudança nem de que forma o contrato foi firmado. O valor para partos e atendimentos no decorrer de um mês foi publicado pela Folha da Região nesta quinta-feira (07).

De acordo com a gestora da saúde municipal, a transferência dos serviços para outra unidade se deve ao ao vencimento do contrato de gestão da atual OS (Organização Social) que administra o HM. No caso, a Associação das Senhoras Cristãs - Benedita Fernandes.

Até o dia 6 de outubro, serão mantidos no Hospital da Mulher apenas os serviços de mamografia e do Banco de Leite Humano, além de atividades internas como a esterilização de instrumentos cirúrgicos.

No período em que os atendimentos estiverem a cargo da Santa Casa de Araçatuba, as gestantes, necessitando de atendimento, deverão procurar o Pronto-Socorro da unidade hospitalar e levar a carteira de acompanhamento do pré-natal (carteira de gestante).

AMPLIAÇÃO DOS SERVIÇOS

Ainda de acordo com explicações dadas durante esta quarta-feira pela secretária de Saúde, durante o período em que não realizar partos e atender gestantes, a pasta cuidará da contratação de uma nova OS para fazer a gestão do HM, que recebeu a promessa de ampliação dos serviços oferecidos à população.

Entre os novos serviços a serem pactuados com a entidade que vir a gerenciar o HM, atividades laboratoriais, como como coleta de sangue e realização de ultrassonografias para atender as demandas do próprio hospital e da rede de saúde municipal.

Ainda existe a promessa de ser triplicado o número de cirurgias seletivas, como por exemplo a de vasectomia, que, de acordo com a secretária de Saúde, é uma demanda grande no município. Além desses novos serviços, o HM passará no próximo mês por adequações no prédio, o que possibilitará a obtenção do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

A Secretaria de Saúde deve, no dia 18 deste mês, receber propostas decorrente de chamada pública aberta para OSs interessadas em assumir o Hospital da Mulher, assim como ocorria com a Associação das Senhoras Cristãs - Benedita Fernandes. Mesmo estando em trâmite judicial ações movidas pelo Ministério Público pedindo que serviços de saúde e assistência social do município sejam executados pela Prefeitura.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.