ARAÇATUBA | 19 OUTUBRO
| 7:54 | 20° MIN 30°MAX |
Pancadas de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
PREFEITURA CALADA: Ausência de fraldas em licitações da Saúde enfraquece teoria de que produtos são recém-comprados
Anunciante
A assessoria de imprensa da Prefeitura de Araçatuba não sabe dizer se o governo vai se manifestar, oficialmente, sobre reportagem publicada pelo jornal Folha da Região, na edição desta sexta-feira (24), a respeito remédios e fraldas geriátricas acumulados no almoxarifado da secretaria de Saúde enquanto estes produtos faltam nas farmácias Municipal e das UBSs (Unidades Básicas de Saúde).

O Política e Mais apurou que integrantes do governo e até mesmo vereadores estariam ensaiando o discurso de que os medicamentos e fraldas mostrados na reportagem do jornal seriam de licitações homologadas nos últimos dias 14 e 16. No caso, o Pregão presencial 001/2017, que classificou cinco empresas para o fornecimento de 106 itens a serem fornecidos por conta de decisões judiciais. E o Pregão 002/2017, que classificou 21 fornecedoras de 316 tipos de medicamentos.

Ocorre que, em nenhum dos dois processos, consta a aquisição de fraldas geriátricas, por exemplo. Isso põe por terra essa argumentação, caso ela seja usada, conforme o que foi mostrado pelo jornal. No caso, uma pilha de pacotes de fraldas em uma das repartições do almoxarifado da secretaria de Saúde.

O Política e Mais também levantou que há em andamento uma outra licitação para aquisição de material de uso hospitalar. Nesse processo de compra, também não constam fraldas geriátricas. Desta forma, porque este material está em falta nas UBS (Unidades Básicas de Saúde).



LOTES E NOTAS

A constatação sobre a quanto tempo os remédios estão acomodados nas prateleiras do Almoxarifado da secretaria de Saúde é simples de ser feita. Basta confrontar a numeração dos lotes de cada um com as notas fiscais de compra. Do mais, por se tratar de medicação e gêneros de saúde, o município tem por obrigação fazer um controle rígido der seu manuseio. No caso, tem que ter anotações sobre unidades para as quais foram distribuídos, com datas e, de preferência, até horários.

Caminhos para comprovar que o governo municipal cometeu uma grave ilegalidade, conforme mostra o jornal, mantendo seus estoques abastecidos enquanto faltam remédios e fraldas para uso da população, que enfrenta dificuldades e sofrimento, não falta. É preciso que este assunto não fique restrito à divulgação pela imprensa. Órgãos de fiscalização têm o dever de exigir respostas do governo que prega que ARAÇATUBA MERECE RESPEITO.

imagens principais do fotógrafo Alexandre Souza, publicadas na edição desta sexta-feira (24), da Folha da Região.

CONFIRA AS LISTAS DE MEDICAMENTOS E PRODUTOS EM PROCESSO DE COMPRA PELA PREFEITURA:

EDITAL MATERIAL CONSUMO HOSPITALAR - LISTA EDITAL

MEDICAMENTOS DE REDE - LISTA EDITAL

MEDICAMENTOS MANDADOS JUDICIAIS - LISTA
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.