ARAÇATUBA | 15 DEZEMBRO
| 22:47 | 23° MIN 34°MAX |
Pancadas de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
LIVRO
Precursor em dar espaço a mulheres, Rotary Cruzeiro do Sul faz 25 anos
Anunciante

Um dos clubes precursores no Brasil a ser formado predominantemente por mulheres, o Rotary Club Araçatuba Cruzeiro do Sul comemora nesta segunda-feira (21) os seus 25 anos de fundação com o lançamento do livro “Somos Prata! 25 anos fazendo a diferença”, na sede do Rotary, localizada na Avenida da Saudade, 964, às 19h30.

A criação do clube foi em 1993, logo depois que o Rotary perdeu uma ação judicial nos Estados Unidos, pois não permitia mulheres como sócias, apenas como esposas de seus associados. Na época, o então governador do Rotary, João Juarenço Girotto, de Cassilândia (MS), quis formar um clube exclusivo de mulheres. Foi então que o rotariano Shin Kato (já falecido), de Araçatuba, decidiu criar o Cruzeiro do Sul, que teve como primeira presidente sua esposa, Marlene Beldinanzi Kato. 

“Como havia resistência no próprio Rotary de um clube formado somente por mulheres, seis homens foram convidados a integrar o clube, na época”, conta Marlene, que é a atual presidente do Cruzeiro do Sul.

MAIS ABERTURA

A criação do clube foi um marco, pois os outros clubes que tinham, até então, somente homens como associados, começaram a convidar mulheres para constituir o quadro societário do Rotary. “Começou a haver mais abertura para as mulheres nos outros clubes”, conta Marlene.

Editado pela Academia Araçatubense de Letras, o livro reúne textos dos quatro sócios fundadores que estão no clube desde a sua criação, em 1993. São eles o corretor de seguros Francisco Flávio Machado; a pecuarista Leda Maria Cruz Geralde; a coordenadora pedagógica Marlene Beldinanzi Kato (que foi a primeira presidente do clube e é a atual); e a comerciante Rosa Bannwart Silva.

Há, ainda, artigos dos rotarianos João Luiz Polizelli, Hélio Consolaro, Mônica Sacutti, Cleide Ramos Bertolotti, Delcyr Jesus Camilo e Lucio Collicchio. Cada um relata a sua experiência e os principais trabalhos desenvolvidos no Cruzeiro do Sul ao longo dos 25 anos de atividades.

ATUAÇÕES

O livro elenca as principais atuações do clube. Uma delas é o intercâmbio de jovens. Em 1996, foi enviada a primeira intercambiária, Marjorie Kato, que foi para a Bélgica. E a primeira que veio para Araçatuba pelo Cruzeiro do Sul foi Heli Tekkonen, da Finlândia.

Em 25 anos, o clube enviou 31 jovens para Bélgica, Japão, Alemanha, Índia, EUA, Finlândia, Islândia, França, México, Turquia, Canadá, Suíça, Taiwan e Dinamarca. De outro lado, recebeu 21 jovens da Alemanha, Finlândia, EUA, Bermudas, Islândia, México, Canadá, Polônia, Taiwan e França. Em agosto, uma jovem araçatubense vai para o Alasca e, em contrapartida, a cidade vai receber uma taiwanesa.

Outro trabalho relatado no livro é o Ryla, programa do Rotary que consiste em um ciclo de palestras para ajudar os jovens na escolha de sua profissão. No Cruzeiro do Sul, cerca de mil alunos passaram pelo Ryla, segundo Marlene.

A campanha do porquinho solidário, em prol do Hospital do Câncer de Barretos, é outra atividade citada no livro. A campanha distribui porquinhos de cerâmica em estabelecimentos para arrecadar moedas que são doadas ao Hospital. Desde que teve início, em 2013, foram repassados mais de R$ 40 mil. 

Outro marco para o Cruzeiro do Sul, segundo sua presidente, foi a instalação da biblioteca no bairro Hilda Mandarino, idealizada por Maria Hermínia Salibe, em 1998. No local, voluntários atende o público às terças e quintas, das 9h às 12h e das 14h às 17h, com o propósito de estimular a leitura.

Na obra sobre o clube, há ainda a história da famosa Feijoada Cinco Estrelas, para arrecadar recursos para a Fundação Rotária e é realizada anualmente, sempre em julho. O livro faz referências também aos inúmeros trabalhos sociais que beneficiaram entidades de Araçatuba, como o Lar Caminho de Nazaré, Asilo Ismael, o São Vicente de Paula, o Lar da Velhice e o Lar São João. A participação do clube na Festa das Nações também é lembrada no livro. “Nossa renda é revertida sempre ao Amor Exigente”, ressalta a presidente do Cruzeiro do Sul.

Ela lembra, ainda, que em 25 anos de atividade, o clube possui 32 companheiros Paul Harris, rotarianos que recebem o distintivo que leva o nome do fundador do Rotary. A honraria é concedida aos que doam mil dólares para ajudar a fundação rotária, que dizima a poliomielite no mundo. Nesta segunda-feira, Caio Ronaldo Teno Almeida Kato, neto de Marlene, receberá o título de companheiro Paul Harris.

O Cruzeiro do Sul, que possui 22 sócios e um sócio honorário (Luiz Gustavo de Freitas), receberá um voto de aplauso pelos seus 25 anos. A honraria é de autoria do vereador Dr. Alceu (PV). O livro em comemoração ao aniversário do clube tem tiragem de 300 exemplares. Quem prestigiar o evento nesta segunda-feira, receberá um exemplar. Os demais serão vendidos a R$ 10,00.

MULHERES

Conforme o professor e rotariano Hélio Consolaro, a presença de mulher no Rotay, como sócia, deveu-se a um ato de rebeldia do Rotary Club de Duarte, do distrito 5 300 da Califórnia, EUA. Em julho de 1977, este clube tinha oito sócios e admitiu, a revelia das normas do Rotary Internacional, três mulheres: Mary Lou Elliott, Donna Bogart (diretoras de escolas) e Rosimary Freitag (socióloga).

Houve uma briga judicial e até a expulsão do clube de Duarte. No entanto, a vitória judicial do Rotary Club norte-americano fez o Rotary Internacional reconhecer a presença das mulheres. Dessa forma, a partir de 1º de julho de 1989, a mulher adquiriu o direito de pertencer ao Rotary, decisão confirmada na Convenção de Seul, na Coréia do Sul.

Em Araçatuba, a primeira mulher a fazer parte do Rotary foi a colunista social Odete Costa. Para a presidente do Cruzeiro do Sul, Marlene Beldinanzi Kato, as mulheres dão mais leveza às atividades do Rotary e têm papel fundamental na quebra de barreiras em situações de vulnerabilidade social. “A mulher tem mais sensibilidade e é mais detalhista para ver o que está faltando em uma entidade”, exemplifica.

 


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.