ARAÇATUBA | 21 OUTUBRO
| 19:51 | 15° MIN 29°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
ESPERANÇA
Pequeno Matheus enfrenta mais uma batalha em sua luta contra o câncer
Anunciante

O garotinho Matheus, de dois anos e cinco meses, que tem leucemia e precisa de um transplante de medula óssea, enfrenta mais uma batalha em sua luta contra o câncer. Ele apresentou uma infecção no sangue, está com seu pequeno coração enfraquecido e muito inchado, mal conseguindo abrir os olhinhos.

A mãe, Kátia Pinheiro, pede orações pela recuperação do filho, que está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Unimed Araçatuba. Ela faz um apelo também para que as pessoas doem sangue, pois Matheus está recebendo transfusão todos os dias, e é preciso repor o estoque do hospital.

A batalha de Matheus e de sua família, agora, é para controlar a infecção e retornar a São Paulo, onde deverá ser submetido a um tratamento durante 28 dias com o medicamento Blinatumomab, que foi liberado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em abril do ano passado, quando, coincidentemente, a família descobriu a doença no pequeno guerreiro.

“Essa medicação se fixa nas células da imunidade e faz com que elas reconheçam as células doentes, destruindo-as”, explica a mãe. Na prática, o medicamento faz o que popularmente se chama de limpar a medula, tornando o organismo apto para receber o transplante.

Matheus chegou a ir para São Paulo, no mês passado, para dar início ao tratamento com o Blinatumomab. No entanto, o câncer avançou para a espinha, e ele precisou voltar a Araçatuba pra retomar a quimioterapia, o que fragilizou seu sistema imunológico e favoreceu o surgimento da infecção que ele agora enfrenta.

“Nós já conseguimos limpar a espinha dele. Agora, só precisamos que ele se recupere desta infecção para começar o tratamento que vai limpar a medula e possibilitar o transplante”, disse a mãe, que, com uma fé inabalável, crê na recuperação do filho e no sucesso do transplante.

TRANSPLANTE

O transplante de medula será outra batalha na vida de Matheus, já que, até agora, a família não encontrou um doador compatível. Por isso, a mãe do pequeno guerreiro faz outro apelo, para que as pessoas se cadastrem como doadoras de medula nos hemocentros de suas cidades.

Caso não encontre um doador compatível, Matheus deverá receber a doação de seu pai, que tem 50% de compatibilidade.

SERVIÇO

As doações de sangue para o Matheus podem ser feitas no Hospital Unimed Araçatuba, que fica na Rua Gaspar Lemos, 2, Jardim Panorama. Elas devem ser feitas em nome do pequeno guerreiro, Matheus Bezerra Souza.

Para se cadastrar como doador de medula óssea, é só se dirigir ao Hemocentro, com um documento de identidade. O endereçou é Avenida Arthur Ferreira da Costa, 300, Aviação.

 


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.