ARAÇATUBA | 21 SETEMBRO
| 0:36 | 18° MIN 30°MAX |
Pancadas de Chuva - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
SAÚDE
Pacientes esperam até seis horas por resultado de exames no PS
Anunciante

A longa espera dos pacientes pelos resultados de exames laboratoriais no pronto-socorro municipal de Araçatuba foi alvo de reclamação do vereador Cláudio Henrique da Silva (PMN) durante a sessão da Câmara desta segunda-feira (20). Segundo ele, a demora pode chegar a seis horas.

Conforme o vereador, um médico que trabalha no PSM contou que é preciso juntar dez pedidos de exames dos pacientes que buscam de atendimento para, depois, enviar ao laboratório.

“Com isso, os pacientes que chegam primeiro têm de ficar cinco, seis horas aguardando o resultado do exame. Tenho certeza que o prefeito não está sabendo disso”, afirmou.

O vereador Flávio Salatino (MDB) comentou que, provavelmente, espera-se juntar dez pedidos de exames para reduzir os custos e criticou o fato de a secretária não ter ouvido uma equipe médica na hora de traçar as diretrizes do edital dos serviços de urgência e emergência.

“Isso acaba represando leito no pronto-socorro e a equipe que está na ponta do atendimento, os médicos e enfermeiros, sabem disso e deveriam ser ouvidos”, afirmou. “A secretária tem os méritos dela, ela é técnica, mas no ponto de vista humano e médico, não tem essa percepção. A saúde não está evoluindo a contento”, completou.

Salatino  criticou ainda o fato de o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) não ter migrado ainda para o novo pronto-socorro. “O Samu vem, deixa o paciente no centro e volta para a base. A fluidez não foi melhorada”, criticou.

O vereador Denilson Pichitelli (PSL) engrossou as críticas ao pronto-socorro ao dizer que um munícipe relatou ter sido atendido dentro de um banheiro, porque não havia outro lugar disponível.

“Sabemos que o prefeito fez com boa vontade, mas eu venho recebendo várias reclamações. Tá acontecendo falta de material e tem que fiscalizar a entidade que tá tocando o pronto-socorro, porque tem que agir dentro do contrato”, disparou.

OUTRO LADO

A assessoria da Irmandade Santa Casa de Birigui, que administra os serviços de urgência e emergência de Araçatuba, negou que o paciente citado por Pichitelli tenha sido atendido em um banheiro do pronto-socorro. “Lá era um banheiro, mas foi desativado e passou a ser uma sala de atendimento”, informou.

Sobre as demais reclamações, a assessoria de imprensa disse que está levantando as informações para responder aos questionamentos da reportagem.

 


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.