ARAÇATUBA | 18 AGOSTO
| 7:9 | 10° MIN 29°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
FAZER O BEM
Os 'milagres' financeiros de Dilador em só 1 mês de governo
Quem lê a edição dom jornal Folha da Região desta quarta-feira (01), após um mês de governo, tem a ilusão de que o prefeito de Araçatuba, Dilador Borges (PSDB), tem tudo para ser considerado um verdadeiro "santo milagreiro", levando-se em conta a afirmação por ele proferida de que 46% da dívida de 38,4 milhões herdada do governo petista do ex-prefeito Cido Sério já foram pagos.

É uma afirmação um tanto quanto estranha para quem acompanha administração pública e sabe, mais ou menos, como funciona essa questão de dívida e arrecadação. Não é de se duvidar que a Prefeitura já pagou cerca de R$ 17,7 milhões em despesas. No entanto, sobram perguntas a respeito das declarações dadas pelo chefe do Executivo ao jornal.

Uma delas, diz respeito à folha de pagamento dos servidores, cujo valor é estimado em R$ 9 milhões. Se Dilador coloca isso como dívida, comete um erro primário, uma vez que, sabendo da existência de mais de 5 mil servidores, e vencido o mês de trabalho, o município tem que pagar os salários e ponto.

A reportagem peca ao não relatar, se é que foi exigido isso do entrevistado, tudo que foi pago pelo município neste primeiro mês. E causa confusão quando diz que Dilador herdou um rombo de R$ 38,4 milhões mas que, somente em janeiro, juntando FPM (Fundo de Participação dos Municípios), ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Quaisquer Natureza), foram arrecadados R$ 38,8 milhões.

Por esta lógica, confusa e não explicada pela reportagem, o município arrecadou mais do que devia e, em tese, o que vier de agora em diante é lucro. Porém, repetindo, para quem conhece um pouco de administração pública e orçamento, sabe que as coisas não são bem assim.

De duas, uma: ou há no governo uma necessidade monstruosa de convencer a população a todo custo de que milagres estão acontecendo ou há um desconhecimento de como funciona a máquina pública, o que é menos provável levando-se em contas que no time de Dilador há servidores que têm conhecimento sobre arrecadação e despesa.

A própria vice-prefeita Edna Flor (PPS) sabe disse e certamente deve estar estranhando as informações que partem do governo sobre dívidas e pagamentos já efetuados. Até porque, se a situação fosse tão monstruosa, se não existisse recursos previstos como entrada em caixa, empenhos realizados, o atual governo estaria prevaricando se não tivesse denunciado logo de imediato o ex-chefe do Executivo, Cido Sério (PT), por ter deixado de fato dívidas insanáveis ao novo gestor.

Como Dilador não veio a público nem ingressou com nenhuma ação contra o ex-prefeito, a não ser uma reclamação pedindo providências por gastos considerados desnecessários na secretaria de Educação, talvez o monstro não seja tão assustador assim.

Diante disso, a população precisa ficar alerta. Até porque, pagando dívidas, Dilador não está fazendo milagre algum. E ele sabe muito bem que sempre que há troca de governo, há sim dívidas a serem quitadas.

Por essas e outras, talvez esteja na hora de trabalhar ainda mais do que diz ter trabalhado até aqui. Até porque, a calamidade nas unidades de saúde continua a mesma, a situação dos buracos nas ruas segue igualmente, apesar de algumas vias terem recebido melhorias e a economia da cidade segue ladeira abaixo, com dezenas de empresas e comércios fechando suas portas a cada mês.

Passado um mês de governo, Dilador tem que esquecer o governo herdado de Cido Sério e mostrar de fato a que veio. Se está pagando dívidas, parabéns. Mas governar não é só isso.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.