ARAÇATUBA | 17 DEZEMBRO
| 2:41 | 23° MIN 35°MAX |
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
ObituÁrio
Anunciante
LUTO
Mulher de diretor do Sisema tem morte cerebral; órgãos serão doados
22/01/1973
21/09/2018
Anunciante

Vítima de um aneurisma na última quarta-feira (19), Edineia Correia de Souza Marin, 45 anos, esposa do tesoureiro do Sisema (Sindicato dos Servidores Municipais de Araçatuba), João Marin, teve morte cerebral constatada na manhã desta sexta-feira (21). Parte de seus órgãos será captada pela Santa Casa de Araçatuba para doação.

A família decidiu doar os órgãos atendendo a um pedido de Edineia, que manifestou várias vezes a vontade de ser doadora. “É um consolo pra gente saber que parte dela vai salvar uma ou mais vidas. Saber que um órgão dela vai continuar funcionando em outra pessoa nos conforta”, afirmou Marin. Só não serão doados os olhos, pele e ossos.

Na manhã deste sábado (22), médicos da Santa Casa faziam os últimos exames para avaliar o que poderia ser captado e realizar os procedimentos. Esta é a 14ª captação de órgãos que o hospital faz este ano. A Santa Casa não informou quais órgãos seriam retirados para captação.

Na quarta-feira (19) pela manhã, Edineia se levantou, fez o café para os filhos e se preparava para ir para o trabalho com o marido, como fazia todos os dias. Os dois trabalhavam na Acerma (Associação Cultural, Esportiva e Recreativa Municipal de Araçatuba). Marin ouviu um barulho e se deparou com a esposa caída no chão do espaço gourmet de sua residência.

Edineia foi socorrida e levada à Santa Casa de Araçatuba, onde foi constatado que havia sofrido um aneurisma cerebral (rompimento de uma artéria no cérebro). Ela era fumante e hipertensa. Na quinta-feira, os médicos deram início ao protocolo para constatar a morte cerebral, o que foi concluído nesta sexta.

CAUSAS

Conforme o neurologista Rodrigo Mendonça, quando um aneurisma rompe, o paciente tem 20% de chance de sobreviver. Os aneurismas, conforme ele, ocorrem em pessoas que têm predisposição genética, pressão alta e que fumam, embora não precise, necessariamente, ter as três coisas juntas.

PLANOS

Casados há 24 anos, João Marin e Edineia tinham planos de diminuir o ritmo de trabalho com a aposentadoria dele prestes a sair.       “Não sei como vai ser minha vida agora”, disse, consternado. Ele relembrou que os dois se conheceram em 10 de setembro de 1992 e se casaram em 11 de setembro de 1994. “E agora ela se foi, meus setembros nunca mais serão os mesmos”, afirmou, aos prantos.

OLHOS VERDES

O casal tem dois filhos, Pâmela Caroline, de 24 anos, e Luís Fernando, de 21. Assim como o pai, os dois fizeram questão de atender ao pedido da mãe, de ser doadora de órgãos. “Ela só pedia, quando dizia que queria doar seus órgãos, pra gente não deixar tirar seus olhos, que eram verdes. O restante, ela dizia que podíamos doar, pra ajudar a salvar vidas”, conta Marin.

VELÓRIO

O corpo de Edineia será velado na capela da Funerária Cardassi da Avenida Prestes Maia, a partir das 17h. O sepultamento será neste domingo, às 10h, no Cemitério Jardim da Luz.

 



Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.