ARAÇATUBA | 15 NOVEMBRO
| 17:21 | 22° MIN 31°MAX |
Pancadas de Chuva - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
TRÂNSITO
Multas de trânsito são alvo de crítica e de requerimento na Câmara
Anunciante

As multas de trânsito praticadas em Araçatuba foram alvo de críticas e de um requerimento apresentado pelo vereador Arlindo Araújo (PPS), na sessão desta segunda-feira (3). Ele se referiu, especialmente, às que são aplicadas pelos agentes de trânsito sem abordar os motoristas, que depois recebem, em casa, o auto de infração por “falta de atenção  ao dirigir”, sem especificar qual irregularidade cometida.

O parlamentar disse ter recebido um grande número de reclamações do que ele considera “multas de caráter subjetivo”. “Pela quantidade de queixas, acredito que o bom senso não esteja imperando nestes casos”, afirmou.

Dentre as reclamações estão multa por estar em cima de faixa de pedestre; por estar distante da sarjeta e por não estar com as dua mãos ao volante. Ele cita também casos de motociclistas que levantam a viseira do capacete ao parar no semáforo.

“Muitos levantam a viseira por causa do calor e já levam multa. Precisamos estabelecer o parâmetro de bom senso. O País está em crise, muita gente está desempregada e uma multa dessa compromete o orçamento da pessoa”, argumentou.

MOTOS

A vereadora Beatriz Soares Nogueira (Rede) engrossou o coro das queixas à Secretaria de Mobilidade Urbana e relatou que muitos motociclistas afirmam ter sido multados por transitar entre os veículos para chegar até os bolsões em frente aos semáforos, destinados às motos. “Se colocaram os bolsões para as motos pararem na frente dos carros, os motociclistas têm que andar nos corredores para chegar até lá”, afirmou. “Tem que ter padrão, critério e bom senso”, completou.

O vereador professor Cláudio (PMN) foi além e disse que estas multas aos motociclistas por transitarem entre os carros até os bolsões têm de ser canceladas. “Como vão chegar lá na frente onde está escrito motos? A Mobilidade Urbana tem que cancelar tudo”, defendeu.

Cido Saraiva (MDB) questionou as infrações de quem é flagrado com apenas uma mão ao volante. “Se o meu carro não é automático e preciso trocar a marcha, como é que faz?”, questionou.

EDUCAÇÃO

Jaime José da Silva (PTB), por sua vez, disse que os agentes não podem agir como se fossem os donos da razão e afirma que os motoristas precisam saber por que estão sendo multados. “Multa deve ser dada para fim de educação, por isso o motorista precisa saber por que errou, precisa saber por que levou multa”, disse. “Trânsito não é coisa pra amador. Mobilidade urbana não é coisa pra achismo”, finalizou.

O requerimento do vereador Arlindo Araújo foi aprovado. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana, deverá responder se os guardas municipais estão multando os motoristas sem abordá-los e ainda se eles prestam algum tipo de orientação.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.