ARAÇATUBA | 12 DEZEMBRO
| 12:29 | 22° MIN 34°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍCIA E JUSTIÇA
Anunciante
CORPO IDENTIFICADO
Mulher achada morta à beira de rodovia é de Rio Preto; marido é preso
Anunciante

A Polícia Civil de Ilha Solteira identificou, nesta quarta-feira (05), a mulher encontrada morta nesta terça-feira, à margem da rodovia Gerson Dourado. Trata-se de Rosana Araújo, 46 anos, de São José do Rio Preto, que estava desaparecida desde domingo.

De acordo com o delegado Miguel Rocha, na manhã desta quarta-feira a Polícia Civil recebeu uma denúncia de que uma mulher havia desaparecido no domingo (02), em Rio Preto. Com auxílio da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) daquela cidade, os investigadores conseguiram identificar o corpo encontrado já em estado de decomposição, à beira da rodovia que liga Ilha Solteira a Itapura.

As suspeitas da polícia são de que Rosana tenha sido assassinada na casa onde morava, no bairro Boa Vista, em Rio Preto, pelo próprio marido, um homem de 61 anos que já está preso. O casal estaria em processo de separação e ele não aceitaria a situação.

Com a localização do corpo, familiares de Rosana estiveram nesta quarta-feira no IML (Instituto Médico Legal) de Andradina, para onde ela foi levada, e a identificaram. Em seguida, foram até a delegacia de Ilha Solteira, onde prestaram esclarecimentos.

O suspeito de matar Rosana, no caso o próprio marido, foi detido em Rubineia após a polícia de Ilha Solteira receber a notícia de que ele estava circulando pela região. O homem nega o crime e declarou à polícia que estava indo com os filhos até Andradina, para ver se o cadáver encontrado à beira da rodovia era o de sua esposa.

“A gente acredita que o homicídio tenha acontecido em São José do Rio preto, na residência do Casal. E que aqui em Itapura ele tenha feito a ocultação do cadáver”, diz o delegado. “Acredito que ele tenha trazido o corpo do próprio veículo. A linha de investigação é essa. E dispensado o corpo à margem da rodovia Gerson Dourado”.

Com a identificação do corpo, a polícia ainda não sabe dizer quais foram as causas da morte, por conta do estado avançado de decomposição. A suspeita é de que Rosana Araújo tenha sido esganada pelo companheiro de quem estava se separando.

O suspeito de ser o autor do homicídio foi levado para São José do Rio Preto, cidade para onde o resultado das investigações será encaminhado. O corpo de Rosana também seria levado hoje para a cidade onde ela morava, para que parentes providenciem o sepultamento.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.