ARAÇATUBA | 14 DEZEMBRO
| 13:18 | 21° MIN 34°MAX |
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
Araçatuba
MP recebe denúncia por nomeação de parentes nos lugares de assessor de imprensa e ex-secretária
Anunciante
O jornalista Iranilson Silva ingressou no Ministério Público de Araçatuba, nesta segunda-feira (18), com pedido de providências contra a nomeação de familiares, na Prefeitura de Araçatuba, do pai e irmã de um assessor e uma secretária do quadro administrativo, exonerados do cargo para concorrerem a vereador nas eleições deste ano, em seus cargos no governo hoje comandado por Carlos Hernandes (PMDB).

O assessor em questão é o também jornalista Fábio Ishizawa (PMDB), que coleciona cargos apadrinhados na Prefeitura desde o governo do já falecido prefeito Jorge Maluly Netto. Para seu posto, de assessor de imprensa e cerimonial do gabinete do prefeito, ele indicou o próprio pai, Kenji Ishizawa, um senhor que, em 2014, ganhou destaque na imprensa local por se encontrar e encontrar uma foto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de quem foi professor no Senai.

REPRESETA - IRANILSON

No caso de Cláudia Crepaldi (PCdoB), que deixou o comando da secretaria de Esportes e Lazer, ela nomeou a própria irmã, Cléia Crepaldi, como diretora do Departamento de Esportes e Lazer. Até o momento, a Prefeitura de Araçatuba, que na semana passada teve o prefeito, o sindicalista Cido Sério (PT) afastado do cargo por desobediência judicial, não veio a público se explicar sobre as nomeações.

NINGUÉM VIU

O Política e Mais ouviu fontes ligadas ao gabinete do prefeito, hoje ocupado por Hernandes. Informalmente, e com medo de retaliações, servidores públicos afirmam não ter visto o japonês exercendo o cargo de assessor de imprensa e cerimonial. O blog questionou o secretário de Comunicação, Fernando Verga, sobre o assunto. No entanto, desde a semana passada ele não atende mais nossas ligações. A assessoria de imprensa, por meio de um de seus jornalistas, também ficou de nos enviar uma foto do referido japonês trabalhando. O que não ocorreu até agora.

Confirmando as candidaturas de Ishizawa e Cláudia, os dois devem ser questionados perante a Justiça eleitoral, devido a suas pretensões e as ações tomadas neste momento. Há uma suspeita de que os parentes indicados pelos dois estariam ocupando cargos na prefeito apenas para garantir os salários dos até então titulares das funções. O que pode ser considerado crime de abuso de poder econômico.

"É uma vergonha que num momento como este em que o país está sendo passado a limpo, que o povo não suporta mais a corrupção, a bandalheira, no gabinete municipal de Araçatuba, o gestor tome uma medida imoral para acobertar seus apadrinhados, fingindo uma exoneração, mas que continuarão recebendo seus salários", disse Iranilson ao Política e Mais, sobre sua denúncia feita ao MP.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.