ARAÇATUBA | 22 OUTUBRO
| 17:21 | 18° MIN 30°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
apadrinhados
MP abre inquérito para investigar a nomeação de parentes de candidatos a vereador em cargos
Anunciante
O Ministério Público de Araçatuba abriu inquérito civil para investigar a responsabilidade do atual prefeito de Araçatuba, Carlos Hernandes (PMDB), e de seu antecessor, o afastado Cido Sério (PT), na nomeação de parentes para os lugares de três ex-ocupantes de cargos comissionados na administração municipal que se desligaram do quadro de servidores para concorrerem a vereador nas eleições municipais deste ano.

O inquérito civil foi instaurado no último dia 04, após representações feitas pelo jornalista Iranilson Silva. Os alvos dos questionamentos foram o também jornalista Fábio Ishizawa, que deixou a Prefeitura mas colocou o próprio pai, Kenji Ishizawa, em um cargo apadrinhado de assessor de imprensa e cerimonial do gabinete; a ex-secretária de Esportes e Lazer, Cláudia Crepaldi, que arranjou vaga para a irmã Cléia Crepaldi na pasta que dirigia; e o radialista Willian Sancler Lopes Chaves, que chegou a colocar a irmã, Cristiane Vanessa Lopes Chaves em cargo na secretaria de Cultura, de onde já foi exonerada.

REPRESETA - IRANILSON

Apesar de tratar-se apenas de um inquérito, a apuração do MP pode resultar em complicações para os prefeitos que assinaram tais nomeações. No caso de Hernandes, que atualmente responde pela gestão da cidade, ele pode até mesmo ser acionado por improbidade administrativa caso fique comprovada alguma manobra política, má-fé ou mesmo desrespeito para com o gasto do dinheiro público.

Ao denunciar os casos ao MP, Iranilson fez observações sobre a forma descarada como as nomeações se deram. No caso do jornalista Fábio Ishizawa, ele coleciona cargos apadrinhados na Prefeitura desde o governo do já falecido prefeito Jorge Maluly Netto. Para seu posto, de assessor de imprensa e cerimonial do gabinete do prefeito, ele indicou o próprio pai, Kenji Ishizawa, um senhor que, em 2014, ganhou destaque na imprensa local por se encontrar e encontrar uma foto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de quem foi professor no Senai.

Sobre a atuação de Kenji na administração municipal, o próprio chefe de gabinete, Valdivino Bittencourt Dias, informou ao Política e Mais que o senhor, logo que assumiu o cargo apadrinhado, foi desolado para trabalhar na Biblioteca Municipal, devido ao fato de ser professor e aquela repartição estar com ausência de bibliotecária.

No caso de Cláudia Crepaldi (PCdoB), que deixou o comando da secretaria de Esportes e Lazer, ela nomeou a própria irmã, Cléia Crepaldi, como diretora do Departamento de Esportes e Lazer. Já sobre a irmã de Sancler, ela foi exonerada há pouco mais de uma semana, após o blog também noticiar a forma vergonhosa como havia se dado a nomeação.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.