ARAÇATUBA | 19 AGOSTO
| 4:52 | 14° MIN 28°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
CIDADES
MORTE DE UM DOUTOR: Aos 75 anos, médico, músico e ex-vereador Carlos Alberto Normanha morre em Araçatuba
Morreu na madrugada deste domingo (18), em Araçatuba, o médico pediatra Carlos Alberto Normanha, vítima de insuficiência cardíaca. Ele tinha acabado de completar 75 anos, no dia 16 de fevereiro. Médico, violinista e político, Normanha veio para Araçatuba no final da década de 1960, recém-formado em Medicina pela USP (Universidade de São Paulo) de Ribeirão Preto.

Com outros médicos pediatras, montou a Clínica Araçatuba, na Rua Rio de Janeiro, em frente à Santa Casa, onde atendeu por mais de 30 anos. Em 1988, entrou na política ao filiar-se ao PT (Partido dos Trabalhadores) e disputar a prefeitura de Araçatuba como candidato a vice do professor Hélio Consolaro. O jingle de campanha dizia: "Com Consolaro e Normanha, a gente ganha". Oito anos depois, elegeu-se vereador em Araçatuba pelo PTB. Consolaro lembra um episódio da época em que estavam em plena campanha.

"Nós estávamos em Santo Antônio do Aracanguá, que era distrito de Araçatuba, e o Normanha gostava muito de comer. Estava saboreando um belo prato e eu perguntei a ele se não fazia mal comer tanto daquele jeito, ao que ele respondeu: 'Prefiro viver pouco e bem a viver muito e mal'", recorda-se Consolaro. "Ele gostava de viver intensamente", diz seu antigo colega de chapa.

Outro episódio lembrado por ele foi quando Normanha encheu a geladeira do diretório do PT de cerveja e disse: "Como somos socialistas, espero que cada um que pegar uma cerveja, contribua com um trocado". Ao final do estoque da bebida, não havia uma moeda sequer na caixinha colocada próxima à geladeira, ao que Normanha teria dito: "É, o socialismo aqui não é muito confiável".

MÚSICA NA ALMA

Além da política, Normanha era também músico. Violinista e amante da música erudita, fundou a Alma (Associação Lítero-Musical de Araçatuba), que reunia músicos e amantes da literatura. A entidade promovia espetáculos e oficinas de formação para artistas. A pianista Heloísa Gimael, que chegou a tocar inúmeras vezes com o médico violinista, recorda-se com carinho do velho amigo. "Era uma pessoa maravilhosa, vai fazer muita falta", disse, emocionada.

Como médico, foi Normanha quem deu início às tratativas para a implantação do PSF (Programa Saúde da Família) em Araçatuba, no início dos anos 2000, na gestão do então prefeito Jorge Maluly Netto, já falecido. Depois, mudou-se para Águas Claras, no Mato Grosso do Sul, onde viveu até o ano passado, quando voltou para Araçatuba, onde fazia tratamento médico.

Com a saúde bastante debilitada, Normanha não clinicava mais. Tinha problemas cardíacos e teve de colocar marca-passo. O velório de Carlos Alberto Normanha será na capela da Funerária Cardassi da Avenida Saudade, a partir das 14h. O enterro será às 9h desta segunda-feira, no cemitério da Saudade.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.