ARAÇATUBA | 14 DEZEMBRO
| 7:50 | 21° MIN 34°MAX |
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
GERAL
MORTE APÓS O DRAMA: Infecção generalizada tira a vida do cantor Tim, que sofria complicações da depressão e diabetes
Anunciante
Morreu na madrugada deste sábado (31), na Santa Casa de Araçatuba, o músico Marcos Pereira dos Santos, o Tim. Ele tinha 51 anos e foi vítima de uma infecção generalizada. Ele também tinha depressão e enfrentava complicações decorrentes da diabetes.

Apelidado de Tim por causa de sua semelhança física com o ídolo Tim Maia, o cantor dedicou a vida toda à música. Sua voz, marcante, lembrava a do Síndico, o que justificava ainda mais o apelido. Os amigos dizem que ele nasceu cantando, pois nunca fez aula de canto. "Ele tinha o dom, cantar era algo natural para ele", diz o amigo Valdecir Pin, 49, o Cica, que além de músico, é designer gráfico.

Os dois se conheceram em um festival de música em Araçatuba, há cerca de 30 anos, e formaram a dupla Cica & Tim, que durante 15 anos se apresentou em barzinhos como Bola Sete, Tem Tem e Choppompeu, em Araçatuba, e Choperia Barril, em Guararapes. Juntos, se apresentavam também em festas, bailes e eventos.

No repertório, MPB e sucessos internacionais. Paralelamente à música, Tim exercia outras atividades, como a de açougueiro, profissão que o levou a se aposentar após sofrer um acidente de trabalho, em 2016. Nesta época, passou a viver um drama pessoal. Uma semana após se acidentar, seu filho de 25 anos tirou a própria vida por motivos até hoje ignorados pela família.

Fragilizado emocionalmente e com diabetes, o machucado não cicatrizou e ele perdeu parte da perna direita. "Ele nunca conseguiu superar a dor da perda do filho", conta a esposa, Fátima Aparecida de Souza Santos, 50. Com um quadro de depressão, emagreceu mais de 60 quilos.

O cantor, que lembrava Tim Maia por sua voz, porte físico e seus 115 quilos, faleceu pesando pouco mais de 50. Recentemente, tinha perdido também a perna esquerda. Em dezembro, ficou internado 20 dias na Santa Casa de Araçatuba, por causa de uma infecção urinária. Teve alta, mas passou mal nesta semana, sendo levado ao hospital novamente na quinta-feira (29).

Chegou a ficar na UTI, mas foi transferido para o quarto, onde faleceu dormindo, à 1h30 deste sábado, segundo a esposa. Sua última apresentação foi no início de dezembro, quando cantou em uma padaria de Araçatuba. Tim deixa a esposa, Fátima, três filhos e sete netos. O velório está sendo realizado na capela da Funerária Municipal de Araçatuba. (Av. Prestes Maia, 485, Jardim Planalto). O sepultamento está marcado para as 17h, no Cemitério Recanto de Paz, no Jardim Rosele.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.