ARAÇATUBA | 22 SETEMBRO
| 15:26 | 20° MIN 32°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
PESAR
Morre vítima de homem acusado de pregar ódio contra mulheres e gays
Anunciante

A jovem Luciana de Jesus do Nascimento, 27 anos, morreu na noite desta quinta-feira (5), na Santa Casa de Araçatuba, onde estava internada desde o dia 16 de junho, após ser baleada na nuca por André Luiz Gil Garcia, de 29 anos, que se matou em seguida. Ele era apontado como “mascus”, homens que pregam o ódio contra as mulheres, negros e homossexuais.

O crime aconteceu no dia 15 de junho, na Avenida Rui Barbosa, em Penápolis. Luciana estava perto do camelódromo da cidade com uma amiga, quando foi assediada por Garcia e, em seguida, baleada. Após o disparo, a amiga de Luciana teria corrido para não ser atingida também.

Garcia fugiu e atirou contra o próprio peito ao se deparar com uma viatura da Polícia Militar.

O rapaz de 29 anos frequentava chats antifeministas na internet e usava o codinome de Kyo para destilar sua ira contra homossexuais, mulheres e negros.

Levada à Santa Casa de Penápolis, Luciana foi transferida para Araçatuba, onde passou por neurocirurgia para retirada do projétil, cujos fragmentos causaram lesão em uma das vértebras. Ela estava na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa e, caso sobrevivesse, ficaria paraplégica.

Antes do crime, Garcia postou em um chat que iria se matar, que sua vida não valia a pena. Os outros responderam: “Leve a escória junto”, referindo-se às mulheres, gays e negros.

O corpo de Luciana será velado a partir das 4h desta sexta-feira (6), no Memorial Bom Pastor. O sepultamento será no Cemitério Jardim da Paz, em horário a definir.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.