ARAÇATUBA | 19 DEZEMBRO
| 9:48 | 23° MIN 34°MAX |
Nublado e Pancadas de Chuva - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
FAZER O BEM
Monte Azul vai cobrar R$ 18,1 milhões para encher buraco de Dilador em aterro. Contrato de 12 meses poderá chegar a 5 anos
Anunciante
A Prefeitura de Araçatuba publicou nesta quinta-feira (05), em edital publicado no Diário Oficial, o valor que a Monte Azul Ambiental vai cobrar para realizar os serviços de coleta de lixo e manejo do aterro sanitário por um período de 12 meses, com a possibilidade de prorrogação por até cinco anos. O município vai gastar com a nova contratação R$ R$ 18.109.287,20. Valor que é diluído em taxa cobrada nos carnês de IPTU da população.

Conforme edital de julgamento publicado pelo Executivo, a Monte Azul, única empresa habilitada a apresentar proposta técnica e financeira, o município gastará R$ 1.846.315,75 a menos que os R$ 19.955.602,95 previstos inicialmente para que a faça a coleta de lixo, gestão do atual aterro do município, assim como ao recolhimento seletivo de resíduos, tendo como novidade o recebimento e destinação adequada de pilhas, baterias e lâmpadas fluorescentes descartadas pela população.

A licitação, que sofreu questionamentos no TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo), deve colocar uma dose a mais de tranquilidade no quesito lixo produzido pelos araçatubenses. Esta semana, o prefeito Dilador Borges (PSDB), que compõe o governo DILAFLOR ao lado da defensora dos direitos humanos, da ética, da legalidade e da moralidade, Edna Flor (PPS), recebeu da Aeronáutica aval para que a Prefeitura construa anexa ao atual aterro uma nova célula que deverá receber resíduos por pelo menos 18 meses.

Ainda de acordo com a publicação desta quinta-feira, a Prefeitura vai pagar R$ 11.603.836,32 apenas com a coleta de resíduos, inclusivo por meio de processo seletivo. Para fazer a gestão do aterro, que é cuidar do aterramento atendendo às regras ambientais, o custo a ser cobrado nos 12 primeiros meses será de R$ 6.505.450,88.

VISITA AO ATERRO.

Nesta quinta-feira, Dilador visitou o aterro que será ampliado, junto dos secretários de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Petrônio Pereira Lima, e de Obras e Serviços Públicos, Constantino Vourlis. Também acompanhou a visita o gestor da Monte Azul Ambiental, Rodrigo Crespi.

A visita foi motivada após o projeto de ampliação do aterro ter recebido parecer favorável do Comaer (Comando da Aeronáutica). No local, foi feito pela Secretaria de Obras a abertura da nova célula e terraplanagem. As próximas etapas devem ser feitas pela Monte Azul Ambiental, que cobrará R$ 790,8 mil para impermeabilizar o terreno.


Durante a visita, Petrônio disse que a Secretaria de Meio Ambiente planeja ampliar a quantidade de lixo separado para reciclagem. "Atualmente, reciclamos de 17 a 18% do lixo, com previsão de dobrar. Isso disponibiliza mais espaço para o depósito e ampliação do faturamento da cooperativa", disse, se referindo ao grupo de cooperados que trabalham na separação de reciclados.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.