ARAÇATUBA | 19 DEZEMBRO
| 11:24 | 23° MIN 34°MAX |
Nublado e Pancadas de Chuva - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
CIDADES
Lugar para Ame Cirúrgico seria 'jeitinho' de acabar com HM?
Anunciante
No último ano de seu mandato, o ex-prefeito de Araçatuba, Cido Sério (PT), que não deixa muita saudade principalmente pelo que não fez durante os últimos quatro anos, tentou a todo custo fechar o Hospital da Mulher alegando falta de dinheiro para a manutenção das atividades. Depois de enfrentar muita pressão, em especial da Câmara, ele encerrou suas atividades à frente da Prefeitura com a unidade em funcionamento.

Eis que na última semana o Hospital da Mulher voltou ao centro dos debates com uma informação dada pelo atual prefeito, Dilador Borges (PSDB), que mais soa como um "jeitinho brasileiro" para se livrar de um problema do que, propriamente, uma solução para a unidade.

O jornal O Liberal publicou em letras garrafais na sua manchete de sábado (11) que "Dilador já tem lugar para o Ame Cirúrgico". Um novo Ambulatório Médico de Especialidades, que diga-se de passagem já foi prometido pelo governo do Estado para o município de Penápolis, tem se tornado uma obsessão por parte do tucano.

Daí vem as análises com pontadas de certezas da tão apressada disposição de Dilador em conseguir o tal Ame Cirúrgico para Araçatuba. Ele pretende oferecer o prédio do Hospital da Mulher, onde há leitos hospitalares e centros cirúrgicos, para que o Estado instale essa unidade em Araçatuba.

Mas como ficaria o papel do município e suas obrigações com o HM, que é responsável pelo atendimento e realização de partos de mulheres de Araçatuba e pelo menos duas cidades da região? Vindo o Estado a assumir a unidade, muito provavelmente haverá uma proposta de convênio para que este Ame assuma o atendimento destas pacientes.

Não se trata de mirabolância nem de grande legado administrativo. Concretizando-se o desenho que se pontilha, a administração municipal, na prática, estará se se livrando de um pepino que é o Hospital da Mulher. Uma unidade necessária, mas que dá prejuízos à Prefeitura.

Dizer aos quatro ventos que Araçatuba já tem lugar para instalar o Ame Cirúrgico é uma questão vaga em demasia. Falta explicação. Falta a tão prometida transparência, exacerbada em campanha, e que vale também para as promessas do governo.

Não basta dizer por apenas dizer que o Hospital da Mulher está de "braços abertos" para assumir o Ame Cirúrgico. É preciso explicar, principalmente, como ficaria a obrigação municipal nesta questão. O Estado tem disposição em receber o prédio e assumir os serviços lá prestados? O Estado tem disposição em dividir um mesmo espaço com serviços de obrigação municipal? Em o Estado aceitando receber o prédio do HM, o que a Prefeitura faria com as atividades ali executadas até hoje.

Só para constar, falar até papagaio fala. É claro que, por treinamento repetitivo que o acaba condicionando a isso. Dilador não é papagaio. É tucano e até onde se consta, tucano não fala. Então, o gestor araçatubense está falando coisas com convicção. Que explique melhor, então, tudo aquilo que sai de sua boca para que as coisas não se tornem cobrança desnecessária. Sem falar que a ansiedade para "mostrar serviço" é sempre danoso. O que a população mais deseja é certeza, não processa carregada de ilusão. Sem demérito, o que atual prefeito consiga aquilo que pleiteia. Mas que seja transparente em suas explicações.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.