ARAÇATUBA | 21 AGOSTO
| 22:26 | 17° MIN 31°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Jurídico de Dilador se previne de possível impugnação de candidatura por multa em campanha
Anunciante
Condenado pela Justiça Eleitoral ao pagamento de multa no valor de R$ 31 mil por ter participado, durante as eleições de 2014, de uma reunião organizada pela Prefeitura de Mirandópolis com beneficiários de programas sociais mantidos pelo município, o empresário Dilador Borges (PSDB), que concorre este ano à Prefeitura de Araçatuba, já está se precavendo de possível pedido de impugnação de sua candidatura por seus adversários.

A precaução se deve a uma notícia recente de que o presidente interino da República, Michel Temer (PMDB), estaria inelegível pelo período de oito anos por ter sido multado após fazer doação a dois candidatos a deputado, com valores que ultrapassaram sua renda anual. Adversários locais acreditam que o fato de ter sido multado pode tirar Dilador da corrida eleitoral.

DILADOR (3)

O tucano recorreu da multa aplicada pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) por ter distribuído caixinhas com propaganda eleitoral. Apesar de ainda aguardar um resultado de sua apelação, o grupo de advogados que cuidam da candidatura tucana não visualizam problemas a Dilador devido às circunstâncias que levaram o tucano a ser penalizado.

Um dos defensores jurídicos de Dilador, o vereador Ermenegildo Nava (PP) disse ao Política e Mais, nesta sexta-feira (08), que o caso de Temer se difere ao do candidato do PSDB à Prefeitura de Araçatuba. Ele afirma que, apesar de punido, não ficou caracterizado que o tucano cometeu abusos de poder político econômico e político. Diferente do que teria ocorrido com Temer.

Segundo Nava, o candidato do PSDB foi punido apenas por ter participado de um evento organizado por agentes políticos de Mirandópolis. No caso, o prefeito Chicão Momesso (PP), que também foi condenado ao pagamento de multa no valor de R$ 37 mil.

"Eu passei o dia pesquisando e o que encontramos foi essa situação. O Dilador não cometeu abuso de poder eco0nômico nem político. Por isso, sua punição se difere à essa aplicada ao presidente em exercício", diz Nava.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.