ARAÇATUBA | 19 AGOSTO
| 4:52 | 14° MIN 28°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
CIDADES
Hospital da Mulher não fecha enquanto estudos e projeto sobre viabilidade não forem concluídos
Técnicos do DRS 2 (Departamento Regional de Saúde) e da Secretaria de Saúde de Araçatuba, assim como integrantes do Comus (Conselho Municipal de Saúde) e vereadores fizeram na tarde desta terça-feira (12), uma visita técnica ao Hospital da Mulher, com a finalidade de levantar tudo que compõe a estrutura da unidade, com seus respectivos custos, com a finalidade de mantê-la em atividade.

Nesta terça-feira, o secretário de Administração, Valdevino Bittencourt Dias, disse ao Política e Mais que, apesar de a Prefeitura ter prorrogado para o próximo dia 31 o prazo para o fechamento do Hospital da Mulher, ele não terá suas atividades paralisadas enquanto não ficar pronto os estudos que estão sendo feitos no local.

HOSPITAL DA MULHER - VISITA

Após os anúncios de fechamento, município, DRS 2 e Comus se uniram para desenvolver um projeto que será apresentado pela Prefeitura à secretaria estadual de Saúde, com a finalidade de transformar o HM em uma unidade de referência no atendimento à mulher não só para Araçatuba, mas municípios que compõem a sua microrregião.

A ideia é viabilizar recursos junto aos governos estadual e federal para que o Hospital da Mulher possa receber pacientes de um grupo de até dez municípios. Hoje, ele atende pacientes locais e também das cidades de Santo Antônio do Aracanguá e de Nova Luzitânia.

Representando a Câmara, participaram da visita técnica o vereador Rivael Papinha (PSB), como presidente da comissão permanente de Saúde da Casa, e os parlamentares Jaime José da Silva (PTB) e Tieza (PSDB).

"Na próxima semana haverá uma nova reunião desse grupo, para o início da elaboração de um projeto visando a manutenção do Hospital da Mulher. O que todos querem é que ele continue atendendo as pacientes de Araçatuba e até mesmo ampliando seus serviços para a microrregião", diz Papinha.

Sobre a continuidade das atividades enquanto o trabalho é desenvolvido, ele tratou da questão com Bittencourt. "Penso que se o grupo visualizar uma possibilidade de manutenção do Hospital da Mulher, e desenvolver um projeto que agregue município, estado e o governo federal, o prefeito não verá problema em manter os serviços em funcionamento enquanto for preciso", diz Bittencourt.louboutin sling prive imitation black Christian Louboutin copy manolo blahnik shoes
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.