ARAÇATUBA | 19 OUTUBRO
| 17:45 | 20° MIN 30°MAX |
Pancadas de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
CRIME VIRTUAL
Hackers invadem sistema de informática da Prefeitura e exigem resgate
Anunciante

O sistema de informática da Prefeitura de Mirandópolis foi invadido nesta segunda-feira (1º) por hackers, que pedem resgate, normalmente em bitcoins (moeda virtual), para restabelecer as informações. Com o ataque, alguns serviços à população estão prejudicados, como o agendamento de consultas médicas, emissão de notas fiscais eletrônicas, protocolos, entre outros. O salário dos servidores, pago todo quinto dia útil, também será adiado.

Os “ciberpiratas”, como são chamados os especialistas em computação que invadem outros sistemas computacionais, deixaram um endereço virtual para que a Prefeitura entrasse em contato e fosse negociado um montante em bitcoins. Nos bastidores, fala-se que os invasores exigem 70 mil bitcoins para liberar o sistema.

O município, no entanto, nega a informação e diz que não entrou em contato com os hackers. A Prefeitura não informou se tem back-up dos dados invadidos, mas disse que registrou boletim de ocorrência e que os técnicos de informática trabalham desde segunda para restabelecer o sistema.

Com o ataque, denominado de “Ransomaware da Família Combo”, os hackers criptografaram os dados do sistema de informática. Na prática, isso significa que eles bloquearam as informações por meio de códigos que só eles têm acesso, dificultando o restabelecimento do sistema de informática.

RANSOMWARE

Ransomware é um tipo de software nocivo, chamado de “malware”, que restringe o acesso ao sistema infectado e cobra um resgate para que o acesso possa ser restabelecido. Sem o resgate, os hackers podem sumir com os arquivos ou mesmo publicá-los.

O Ransomware domina o mercado de ameaças digitais e é o malware mais rentável da história. O primeiro ataque deste tipo teria ocorrido em 2005, nos Estados Unidos.

CRIPTOGRAFIA

A criptografia é usada para bloquear os arquivos ou sistemas de arquivos das vítimas sem planos de recuperação, como backups de dados.

Normalmente, a ferramenta é usada por empresas, governos e pessoas, para a proteção de dados sigilosos. No entanto, os hackers a utilizam para fazer ameaças e pedir resgates.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.