ARAÇATUBA | 18 DEZEMBRO
| 10:43 | 23° MIN 35°MAX |
Pancadas de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
curral eleitoral
Guardas municipais que agrediram vendedor de goiaba serão punidos, afirma chefe de gabinete
Anunciante
Apesar de o Sisema (Sindicato dos Servidores Municipais de Araçatuba) ter "passado a mão na cabeça", integrantes da Guarda Municipal que, na semana passada, protagonizaram atos de violência contra um vendedor de goiabas no Calçadão da rua Marechal, no centro da cidade, serão punidos.

Valdevino Bittencourt Dias, chefe de gabinete do prefeito Cido Sério (PT), disse ao Política e Mais na última sexta-feira (1º) - coincidentemente, o popular dia da mentira -, que o secretário de Segurança, Kerlis Ribeiro de Camargo, "já estuda uma punição" para os guardas envolvidos no episódio.

Para o governo municipal, o vendedor de goiabas tem problemas e teria provocado toda a confusão, inclusive jogando frutos nos guardas municipais. Ainda assim, reconhece que um erro não justifica outro e admite excesso na atitude dos profissionais, que, em tese, devem zelar pela segurança dentro de uma linha de conduta pautada pela correção.

GUARDA - AGRESSÃO 2

No dia seguinte à ação e após a repercussão do caso na cidade, GMs envolvidos no caso correram ao Sisema em busca de guarida. Além de advogados para cuidar da defesa dos servidores, os envolvidos na agressão foram cobrar da diretoria do sindicato diálogo com o governo municipal na tentativa de abafar a questão.

É O MÍNIMO

O posicionamento da administração municipal e a punição a quem cometeu excessos na ação é o mínimo que a população de Araçatuba espera. O Política e Mais reforça que o secretário de Segurança, como um ex-comandante do Corpo de Bombeiros, instituição que figura entre as que mais possuem credibilidade perante a população, tem o dever profissional de punir quem errou. Mais que isso, deve aplicar uma penalidade exemplar, para que o caso termine como exemplo de aprendizado aos demais componentes da corporação.

SINDICATO E POLÍTICA

Sobre o papel do Sisema, de defender a postura dos guardas municipais na ação contra o vendedor de goiabas, apesar de dizer que o caso deve ser apurado, o passar de mão na cabeça dos defensores da ordem municipal tem um motivo simples: a maioria da diretoria do sindicato, incluindo seu presidente, Denilson Pichitelli, é composta por guardas municipais.

Mais que isso, a GM é um terreno político para Pichitelli. Pré-candidato a vereador pelo PSL, ele tem a guarda como um curral eleitoral, por isso não pode deixar de dar atenção aos colegas de corporação. Nem por, deve abraçar qualquer situação.

Em entrevista à Folha da Região, Pichitelli destacou "méritos" da GM em algumas ações, como a detenção de criminosos e recuperação de veículos roubados. Muito pouco para justificar a defesa de quem manchou a imagem da corporação.

Por mais que Pichitelli acredite na tese de que a Guarda Municipal não pode ser atingida em sua totalidade pelo simples fato de alguns de seus integrantes cometerem deslizes, ele precisa entender que uma goiaba podre dentro de uma carriola, com o tempo, pode, sim, estragar as demais.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.