ARAÇATUBA | 24 JUNHO
| 11:32 | 17° MIN 30°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
CIDADES
Governo apresenta 'mais do mesmo' sobre mobilidade a vereadores
A Prefeitura vai tentar fazer com que a Câmara aprecie às pressas a proposta de criação do Plano Municipal de Mobilidade Urbana e também proposta de concessão do transporte público no município. Nesta terça-feira (07), o governo municipal reuniu vereadores para apresentar os projetos e tentar convencê-los da urgência.

A principal preocupação é com o transporte coletivo. O atual contrato com a TUA (Transportes Urbanos Araçatuba), tem validade de apenas 60 dias, a contar do início de janeiro. A intenção do governo municipal é realizar uma nova contratação emergencial - muito provavelmente mantendo a atual concessionária -, para só depois, quando conseguir todas as aprovações da Câmara, fazer uma outra em definitivo.

Em resumo, não será tão cedo que o araçatubense usará dos ônibus coletivos com ar-condicionado e sinal gratuito de internet, muito menos terá todos os pontos de coletivo cobertos, como prometido pelo prefeito Dilador Borges (PSDB) e a vice Edna Flor (PPS), durante a campanha eleitoral.

Estes complementos, que enchem os olhos dos humildes usuários do serviço de transporte coletivo, na prática, tende a dificultar, lá na frente, o cumprimento da promessa. Em tempos de crise, nem mesmo grandes capitais cujos governantes prometeram tais vantagens estão conseguindo colocar esse tipo de promessa em prática.

Da reunião desta terça-feira, como secretário de Governo, Manoel Afonso Filho, participaram os vereadores Rivael Papinha (PSB) - que escreveu não leu está grudado no prefeito Dilador ou em qualquer um de sua administração -, Tieza (PSDB), Antônio Edwaldo Dunga Costa (DEM), Denilson Pichitelli (PSL), Lucas Zanatta (PV) e o líder de governo Alceu Batista (PV). O mais lustroso dos tucanos no Legislativo, Almir Fernandes Lima (PSDB), o homem que prometeu por fim à cambada que dá sustentação ao governo municipal na Câmara, não apareceu. Beatriz Soares (Rede) mandou representante. Outros parlamentares não deram as caras.

Pelo que apurou o Política e Mais, as propostas apresentadas não diferem muito do que, no final do ano passado, a Câmara, como oposição em maioria, derrubou por sucessivas vezes quando o prefeito em questão, Cido Sério, tentou aprovar o Plano de Mobilidade e a concessão do transporte coletivo.

Tudo indica, conforme revelaram vereadores ao site, que o Legislativo levará, de novo, a votação, um mais do mesmo pouca coisa alterado. De antemão, Dunga e Pichitelli já adiantaram que não vão aceitar apreciação nem aprovação de proposta de tamanhã relevância feita às pressas. Ou nas coxas, para quem preferir.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.