ARAÇATUBA | 21 SETEMBRO
| 14:35 | 18° MIN 30°MAX |
Pancadas de Chuva - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
GERAL
Giron e Andolfato registram boletim de ocorrência contra aliada de Dunga por divulgação de imagens difamatórias na internet
Anunciante
Os empresários Nei Giron e Rodrigo Andolfato, que nas últimas semanas se manifestaram publicamente e em redes sociais contra o aumento do IPTU proposto pelo governo DILAFLOR - formado pelo cimenteiro Dilador Borges (PSDB) e pela defensora dos direitos humanos, da ética, da legalidade e da moralidade, Edna Flor (PPS) - registraram na noite desta segunda-feira (06) boletim de ocorrência por difamação contra uma aliada do vereador Antônio Edvaldo Dunga Costa (DEM), por disseminar em rede social montagens que apontam os dois como caloteiros, devedores do Imposto Predial e Territorial Urbano que, somadas, passam de R$ 1,5 milhão.

Giron e Andolfato prometem levar o caso à Justiça por considerar que a informação tenha partido de dentro da Prefeitura de Araçatuba, uma vez que a aliada de Dunga afirmou aos dois que teria recebido imagens acusatórias de um ocupante de cargo comissionado na Prefeitura, indicado pelo parlamentar democrata, que hoje integra na Câmara a base de sustentação do prefeito Dilador Borges.

Nas montagens em questão, conforme distribuição feita em rede social pela aliada de Dunga, constam as fotos de Giron e de Andorfato, em artes separadas, com os dizeres: "Dever para o Município Não".

No caso de Giron, a publicação, por ele considerada caluniosa, afirma que o mesmo tem uma dívida de 740 mil. "Isso já está resolvido juridicamente. Se trata de uma questão que envolve ex-prefeito, cujo espólio é quem vai pagar. Não há nada contra a minha pessoa", afirma o empresário, que nesta terça-feira chegou a publicar em sua página no Facebook uma imagem de certidão negativa de tributos municipais.

Rodrigo Aldolfato, que disse ter visto a publicação também na página de uma outra pessoa - que acabou retirando tempos depois - é acusado de dever ao município R$ 851.152,91 em tributos que, segundo ele, estão parcelados dentro das leis pertinentes e com pagamentos em dia.

O boletim de ocorrência foi registrado tendo como responsável por espalhar a possível difamação contra os empresários a aliada de Dunga, que trabalha, inclusive, em uma instituição que o vereador preside. A mesma, no entanto, chegou a ir até o Plantão da Polícia Civil na noite de ontem, para explicar o ocorrido. Mas acabou indo embora sem dar sua versão para registro no boletim de ocorrência.

A aliada do vereador afirma que as artes ofensivas teriam sido feitas pelo ocupante de cargo comissionado indicado por Dunga. Ela repassou para que fosse registrado no B.O o nome do possível autor assim como o número do telefone do mesmo.

QUEBRA DE SIGILO FISCAL

O boletim de ocorrência registrado por Giron e Andolfato deve deflagar uma ampla investigação que pode cair envolver pessoas da administração do prefeito Dilador Borges e da vice Edna Flor. Isso porque os dois vão questionar juridicamente a Prefeitura pelo vazamento de informações.

"Isso é quebra de sigilo fiscal de contribuinte, sem qualquer autorização judicial, feita de modo a causar difamação. Não vamos deixar passar batido, pois independente de a pessoa dever ou não imposto, ela tem o direito de se manifestar contra o aumento de qualquer tributo que seja. E o que fizeram foi para rebater nosso posicionamento nas redes sociais", disse Giron ao Política e Mais.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.