ARAÇATUBA | 20 AGOSTO
| 5:22 | 15° MIN 30°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Gabas não depõe em operação; buscas em sua casa teriam ocorrido no dia de aniversário da esposa
O araçatubense Carlos Eduardo Gabas, um dos alvos da Operação Custo Brasil, que compõe uma das fases da Lava Jato, confirmou ao site G1 que a Polícia Federal cumpriu mandado de musca e apreensão em sua casa, na manhã desta quinta-feira (23), em Brasília.

Inicialmente, a PF informou à imprensa que Gabas seria alvo de uma condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar depoimento. "No entanto, o juiz que autorizou o mandado disse que Gabas deveria ser informado pelos policiais que teria o direito de ficar em silêncio e, nesse caso, não seria obrigado a ir para a delegacia prestar depoimento.

GABAS - CONDUÇÃO

Como Gabas disse que não falaria com as autoridades, pôde ficar em casa", informa o site de notícias, que ouviu o ex-ministro. "o ex-ministro confirmou que houve busca e apreensão na sua casa e afirmou que está à disposição para esclarecimentos. Gabas ainda disse que quer que tudo seja esclarecido, que os culpados sejam responsabilizados e que os inocentes sejam absolvidos e liberados".

EM ARAÇATUBA

A informação das investigações contra Gabas repercutiram em Araçatuba, cidade do ex-ministro, nome que chegou a ser cotado pelo PT para concorrer à Prefeitura nas eleições deste ano, possibilidade refutada pelo ex-ministro.

Pessoas ligadas a Gabas disseram ao Política e Mais que o ex-ministro está em sua casa, em Brasília, e que hoje seria data de aniversário de sua esposa, Polyana Mitidiero Gabas.

GABAS E POLIANA - NIVER

RESULTADO DA OPERAÇÃO

Os presos da Operação serão encaminhados à sede da Polícia Federal, em São Paulo, responsável por esta etapa das investigações. Entre eles, está o ex-ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

As detenções ocorreram no âmbito dessa operação, que é um desdobramento da 18ª fase da Lava Jato, batizada Pixuleco II. Estão sendo cumpridos 11 mandados de prisão preventiva, 40 de busca e apreensão e 14 de condução coercitiva nos Estados de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Distrito Federal. Os mandados foram todos expedidos pela 6ª Vara Criminal de São Paulo, conforme o site UOL.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.