ARAÇATUBA | 17 NOVEMBRO
| 21:36 | 21° MIN 32°MAX |
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍCIA E JUSTIÇA
Anunciante
CRIMINALIDADE
Fórum de Araçatuba terá júris por infanticídio e homicídios tentados
Anunciante

Dois homens e uma mulher vão a júri popular neste mês de setembro, no Fórum de Araçatuba. Eles serão julgados por duas tentativas de homicídio e um infanticídio – crime que causou comoção em 2012, pelo fato de a mãe ter dado à luz sozinha, trancada dentro de um banheiro, e assassinado o próprio filho, afogado na privada, conforme denúncia do Ministério Público, bem na véspera do Natal.

A autora do crime, A.C.M., uma atleta de Campinas que tinha na época 18 anos, estava hospedada na casa de uma tia, no bairro Ezequiel Barbosa, quando entrou em trabalho de parto. Conforme dados periciais, ela matou o filho, um menino de cor branca, com 36 semanas de gestação, medindo 46 centímetros e pesando 2,87 quilos, por volta das 16h15 daquele 12 de dezembro.

O júri da acusada está marcada para ocorrer no dia 19 deste mês, a partir das 9h. Se for condenada pelo crime de infanticídio, a acusada poderá pegar de dois a seis anos de reclusão. O caso é conduzido em segredo de Justiça, por isso, até a realização do júri, não é permitida a divulgação do nome da mãe que irá a julgamento.

O promotor responsável por conduzir o caso, Adelmo Pinho, diz em sua denúncia que, por influência puerperal, a mãe decidiu matar o próprio filho, o afogando no vaso sanitário, local onde o corpo da criança foi encontrado já sem vida por uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), chamada por familiares da acusada para prestarem socorro.

“A criança foi retirada do banheiro da residência juntamento com a indiciada por uma equipe do Samu, mas já se encontrava sem vida, de ‘cabeça para baixo’, dentro da água do vaso sanitário. É dos autos que a indiciada ofertou resistência para a retirada da criança do vaso sanitário, o que deixa evidente a sua intenção de matar”, destaca o promotor.

TENTATIVAS DE HOMICÍDIO

Os outros acusados que serão levados a júri são acusados de terem praticado tentativas de homicídio, por meio de disparos de armas de fogo, nos anos de 2012 e 2009, conforme sentenças de pronúncia de cada caso.

Antônio Fernandes Júnior, vulgo Peba, é acusado de ter tentado matar um outro homem por volta das 6h do dia 7 de outubro de 2012, no bairro Ouro Preto. A vítima sofreu ferimentos, mas ainda assim conseguiu fugir e sobreviveu após ser socorrida e submetida a cirurgia. O julgamento deste caso ocorrerá no próximo dia 12, a partir das 9h.

Também por tentativa de homicídio mediante uso de arma de fogo, vai a júri no dia 26, a partir das 9h, Antônio Antunes Júnior, vulgo Tonho, acusado de efetuar disparos contra um conhecido, em 26 de julho de 2009.

A vítima do acusado estava no portão da casa onde morava, no bairro Morada dos Nobres, quando Antônio se aproximou em uma bicicleta e efetuou os disparos, que acertaram o muro da residência, sem ferir a vítima.

Sobre as duas tentativas de homicídio, não constam, nas pronúncias feitas à Justiça, as penas que podem ser aplicadas aos acusados se eles forem condenados.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.