ARAÇATUBA | 18 JUNHO
| 10:37 | 16° MIN 28°MAX |
Pancadas de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
DIA DO MEIO AMBIENTE?
Esgoto vaza e derrama 'em cascata' em afluente do córrego Machadinho

Quem passa pela avenida Paranapanema, na continuação da Avenida Café Filho, após o pontilhão da rodovia Marechal Rondon (SP-300), se depara com uma situação preocupante em plena véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado nesta terça-feira (5): um vazamento de esgoto a céu aberto se transforma em uma 'cascata' de dejetos e deságua no Córrego Iporã, no bairro de mesmo nome.

O esgoto transborda no emissário que recebe os dejetos das casas do bairro, forma uma grande poça e cai direto no córrego, que é afluente do Machadinho, que, por sua vez, deságua no Ribeirão Baguaçu, responsável por 40% do abastecimento de água em Araçatuba. O mau cheiro no local é insuportável.

Segundo especialistas ouvidos pela reportagem, o problema pode ser causado por excesso de lixo ou pela saturação da rede, que não estaria suportando a vazão do esgoto e acabaria transbordando.
Conforme a Tera Ambiental, empresa de Jundiaí especializada no recebimento, monitoramento e tratamento biológico de efluentes e compostagem de resíduos orgânicos, o lançamento de efluentes líquidos não tratados em rios, lagos e córregos provocam um sério desequilíbrio no ecossistema aquático.

O esgoto doméstico, por exemplo, que vem sendo jogado no Córrego Iporã, consome oxigênio em seu processo de decomposição, causando a mortandade de peixes. Os nutrientes, como fósforo e nitrogênio, presentes nesses despejos, quando em altas concentrações, ainda causam a proliferação excessiva de algas, o que também desequilibra o ecossistema local. Isso talvez explique a grande quantidade de espuma que se observa no Córrego Machadinho.

Ao ser questionada sobre o problema, a Samar (Soluções Ambientais de Araçatuba) informou que recebeu, no domingo (3), pelo Whatsapp, a informação de um vazamento de esgoto em um poço de visita na Rua Paranapanema, e que no mesmo dia uma equipe esteve no local para fazer a desobstrução.

Ainda segundo a empresa, o esgoto voltou a ser obstruído nesta segunda-feira (4), ao voltar ao local para averiguar a informação da reportagem sobre o vazamento. “A equipe está verificando o que pode estar causando a nova obstrução. Se for rede danificada, será programada a troca da tubulação no local”, informou a empresa, por meio de sua assessoria de imprensa.

DESCARTE IRREGULAR

Não bastasse o problema do esgoto, a via é utilizada como descarte de resíduos. Um caminhão da Monte Azul Engenharia, responsável pela limpeza pública da cidade, saiu carregado de folhas, galhos e outros tipos de resíduos no momento em que a reportagem estava no local.

Em seguida, três homens depositaram folhas e entulho no local, que não possui aviso de que o local é impróprio para o descarte de resíduos. Ao serem questionados, eles disseram desconhecer que o local é inapropriado para isso. “Todo mundo joga aqui”, afirmou um deles, que se identificou como Valdir. À margem do Córrego Iporã, há ainda sacos de lixos depositados irregularmente. 

Para completar o estrago ambiental, desconhecidos atearam fogo em galhos e folhas amontoados no local, que ainda tinha restos de construção civil. A fumaça incomodava os moradores das imediações, que afirmaram que a prática é comum por ali.

“Ninguém respeita a gente e põe fogo mesmo, prejudicando a nossa saúde”, disse uma moradora que pediu para não ser identificada. Atear fogo em folhas e galhos é crime ambiental previsto na lei 9.605 de 1998, com pena de detenção de seis meses a um ano, e multa.

OUTRO LADO

A Prefeitura informou que tem um custo anual de R$ 2 milhões com limpeza de locais como a Rua Paranapanema e, sempre que pode, pede que a própria imprensa ajude na conscientização sobre a importância de não sujar a cidade. 

Sobre a colocação de placas para orientar as pessoas, a assessoria de imprensa do município informou que elas são arrancadas pela própria população. “Se não no mesmo dia, em menos de uma semana”.

O município disse, ainda, via assessoria de imprensa, que a Guarda Municipal faz rondas periódicas nestes locais.

 

 

 

 


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.