ARAÇATUBA | 21 OUTUBRO
| 6:51 | 15° MIN 29°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
CIDADES
Escanteado por Dilador e companhia, Conselho de Saúde vai pedir que MP acompanhe processo para transferir Pronto-Socorro
Anunciante
O presidente do Comus (Conselho Municipal de Saúde) de Araçatuba, Ricardo Wagner Ferrari Machado, quer que o Ministério Público Estadual acompanhe o processo de transferência do pronto-socorro municipal para o antigo prédio do Hospital Santana, localizado no bairro São Joaquim.

A Prefeitura não tratou da questão com o Comus, que é um conselho consultivo e deliberativo, sobre a mudança. Para Machado, que participou do programa Fala Tudo, da Band FM 96,9, nesta quarta-feira (24), a Prefeitura deveria ter dialogado com a comunidade antes de anunciar a transferência e considerou precipitada a decisão do Executivo.

"É uma mudança complexa, que precisa ser debatida de forma ampla com a sociedade, é para isso que existe o Conselho de Saúde", afirmou ele, que se reuniu nesta tarde com a secretária municipal de Saúde, Carmem Silvia Guariente, para falar sobre este assunto.

O vereador Lucas Zanatta, que preside a Comissão Permanente de Saúde na Câmara de Araçatuba, também participou do programa e se mostrou surpreso ao saber que o prédio do Hospital Santana já pertenceu à Prefeitura e foi vendido a um grupo de sete ortopedistas, no início do ano 2000, na gestão da então prefeita Germ[ínia Venturolli.

Zanatta disse que pretende levar a transferência do PS à comissão. "Esse anúncio foi feito muito rápido, precisamos discutir isso antes de se concretizar", falou. Na época da venda do imóvel ao grupo de médicos, o prédio foi avaliado em R$ 625 mil e o município não tinha a propriedade documentada da construção, que já pertenceu à Rede Ferroviária Federal.

Em seu anúncio, na noite de terça-feira, o prefeito Dilador Borges (PSDB) disse que o antigo hospital seria alugado com mobiliário, ar-condicionado, salas cirúrgicas, equipamentos de raio X e espaço para abrigar o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e ainda uma farmácia para distribuição de medicamentos 24 horas por dia. A administração usa como principal argumento para a mudança a localização do antigo hospital.

COMEÇANDO MAL

Apesar de ter garantido que o novo PS funcionaria com dois aparelhos de raio X, o responsável pela manutenção dos equipamentos disse nesta quarta-feira que um deles está quebrado; o outro, não tem condições de atender à demanda de um pronto-socorro.

Segundo a Prefeitura, o Hospital Santana tem como sócios os médicos ortopedistas Arnaldo dos Santos Vieira (pai do assessor executivo comissionado do Desenvolvimento Industrial da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Arnaldo dos Santos Vieira Filho); Antonio Carlos Marçal Mazza; Luis Fernando Ferreira Mazza e José Luiz de Castro Junior; Espólio de Adalto Maciel e Maria Augusta Artêncio.

O Hospital Santana está fechado desde 2012. No local, funciona uma clínica porque o espaço não possuía autorização da Vigilância Sanitária para o funcionamento como hospital.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.