ARAÇATUBA | 9 DEZEMBRO
| 19:15 | 15° MIN 31°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
GERAL
DRAMA DE ANA: Irmão e mãe de advogada morrem de um dia para outro; há 11 meses, genro vinha a óbito em queda de avião
Anunciante
Não há pessoa neste mundo que não tenha enfrentado ou que ainda vá enfrentar algum drama pessoal. Seja ele com qual intensidade for. No caso de alguns, isso ocorre com mais intensidade, de forma a levar terceiros a se perguntarem como é possível aquele ser suportar tamanha dor, tristeza, aflição.

O que a advogada Ana Elena Alves de Lima, de Araçatuba, tem enfrentado desde o último sábado (28), é o que se pode chamar de um verdadeiro drama familiar. De um dia para o outro, ela perdeu um irmão e a mãe. Nas bastasse, 11 meses atrás, ela perdera o genro, vítima de acidente aeronáutico.

Ana Elena é advogada conhecida em Araçatuba, bastante atuante na subseção local da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e conhecida pelos trabalhos sociais que desenvolve, com o intuito de ajudar pessoas que necessitam de algum tipo de amparo em Araçatuba.

Na manhã desta segunda-feira (30), ela falou com o Política e Mais e contou como, de um dia para outro perdeu irmã e mãe. Ambos estavam hospitalizados. Luiz Carlos Alves de Lima, 55 anos, estava em tratamento há quatro meses na Santa Casa, em decorrência de complicações do diabetes.

Sua mãe, Elena Precinote, foi internada no Hospital da Unimed, onde passou por uma cirurgia de hérnia e acabou ficando hospitalizada em decorrência de uma pneumonia. Recebeu alta médica por conta da cirurgia neste domingo (29), mas não teve tempo de retornar para casa, nem de acompanhar o velório e enterro do filho.

Dona Elena, ainda no hospital, sofreu uma parada cardíaca na noite deste domingo. Foi reanimada por equipe de médicos e enfermeiros mas não resistiu a uma segunda obstrução cardíaca, vindo a óbito. Seu corpo está sendo velado na mesma sala onde seu filho foi velado até este domingo, no Memorial Laluce, onde ele já foi sepultado e ela ainda será nesta segunda-feira.

"Meu irmão morreu no dia em que se completava 11 meses da morte do meu genro", disse, referindo-se a Fábio Pinho, o piloto que, no ano passado, faleceu após o avião que pilotava com destino a Araçatuba ter caído em uma fazenda a 25 quilômetros de Coxim (MS). Com ele, viajava na aeronave o empresário Luís Fernando de Arruda Ramos, que também veio a óbito após a aeronave se destroçar e pegar fogo após a queda.

Para Ana Elena, o sofrimento não tem medidas neste momento. Era ela quem cuidava da mãe e do irmão, com quem morava. A partir de agora, continuará cuidando de mais um irmão, o Luizinho, um jovem especial de 35 anos que, em sua realidade de criança, foi a um velório pela primeira vez em sua vida neste fim de semana, para se despedir do irmão mais velho, e que, nesta segunda-feira, enfrentará a dureza de enterrar a própria mãezinha.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.