ARAÇATUBA | 15 AGOSTO
| 4:10 | 12° MIN 30°MAX |
Variação de Nebulosidade - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
CIDADES
Discussões avançam e Santa Casa pode mesmo assumir gestão do ameaçado Hospital da Mulher
A Secretaria de Saúde de Araçatuba enviou à direção da Santa Casa planilhas sobre custos e serviços prestados pelo Hospital da Mulher que, oficialmente, deve fechar suas portas em 30 de janeiro de 2016. A intenção do município é municiar a Santa Casa para uma reunião que ocorrerá no próximo dia 5 de janeiro, no DRS 2 (Departamento Regional de Saúde).

Em resumo, o município quer que a Santa Casa assuma a gestão do Hospital da Mulher, com toda a sua estrutura. Em reunião na Prefeitura, na manhã desta segunda-feira (21), com vereadores, o vice-prefeito Carlos Hernandes (PMDB), que comanda a cidade de forma interina, deixou evidente esta possibilidade.

REUNIÃO HM - PREFEITURA 1

O que falta, segundo ele, é uma compactuação entre as partes envolvidas. Neste caso, a Prefeitura quer uma participação do Estado no custeio das atividades do Hospital da Mulher, que caminha para ser administrado pela Santa Casa. Possibilidade já admitida pelo diretor clínico da instituição, Sérgio Smolentzov.

Hernandes, embora tenha dito na reunião que precisa conversar sobre as possibilidades em discussão com o prefeito titular, Cido Sério (PT), disse inclusive que não descarta a possibilidade de a Prefeitura dar, após 31 de janeiro, data estipulada para o fechamento do HM, um prazo de mais 60 dias para que a parceria em debate possa ser efetivada.

A gestão do HM pela Santa Casa pode fazer com que a unidade não tenha suas atividades paralisadas. Por outro lado, isso permitiria uma participação mais efetiva do Estado na atenção dada a gestantes com quadros clínicos de média e baixa complexidade de Araçatuba, Santo Antônio do Aracanguá e Nova Luzitânia.

Um novo encaminhamento para a parceria que começa a ser construída deve ser dado no dia 5 de janeiro, quando município, direção do DRS 2 e representantes da Santa Casa de Araçatuba voltam a se reunir.

Presidente da comissão permanente de Saúde da Câmara, o vereador Rivael papinha (PSB) participou da reunião, junto com outros vereadores, e viu possibilidades de solução para o impasse. "Estas reuniões têm sido importantes porque as pessoas estão demonstrando preocupação. A nossa torcida e emprenho será para fazer com que o Hospital da Mulher não seja fechado", diz ele.

Durante o encontro, o prefeito em execício Carlos Hernandes convidou os vereadores, de situação e oposição, para buscarem, com a administração municipal, uma reunião com o governo do Estado, para tratar a questão do HM.christian louboutin imitation shoes cheap replica christian louboutin pumps louboutin knockoff usa
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.