ARAÇATUBA | 22 AGOSTO
| 3:56 | 17° MIN 31°MAX |
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
Asperbras
Diretor da Asperbras, do grupo Colnaghi, de Penápolis, é preso por suspeita de corrupção no Congo
Anunciante
O diretor de uma filial da empresa fabricante de tubos de irrigação Asperbras, de Penápolis, foi preso nesta quarta-feira (03), pela Polícia Judiciária de Portugal. José Veira era responsável, no Congo, por uma filial da empresa penapolense, pertencente a José Roberto Colnaghi.

O responsaável pela Asperbras no Congo é acusado de corrupção internacional, fraude fiscal, branqueamento de capitais e tráfico de influência.

ASPERBRAS

Já o seu patrão, Colnaghi, é investigado na CPI dos Bingos por seus negócios em Angola, financiados pelo BNDES. De acoredo com o site de notícias O Antagonista, Colnaghi é ligado a Antonio Palocci. Em novembro, a CPI do BNDES descobriu que a Pepper, uma agência de publicidade ligada ao PT, recebeu R$ 2 milhões por um contrato com a Asperbras no Congo, justamente a unidade dirigida por José Veiga.

Veiga foi detido com Paulo Santa Lopes, irmão do ex-premiê português Pedro Lopes. Foram apreendidos veículos de luxo e R$ 8 milhões em espécie numa das casas do diretor da Asperbras.

Para lembrar, como revela O antagonista, não é a primeira vez que a Asperbras se envolve com o submundo do PT. Na campanha presidencial de 2002, Colnaghi cedeu seu avião a Antonio Palocci. Outro avião do empresário, segundo a revista Veja, foi usado para transportar caixas de uísque de Brasília para São Paulo, supostamente contendo dólares de Cuba para a campanha de Lula.where to buy christian louboutin knockoffs online http://www.replicalouboutin.net christian louboutin leopard slingbacks knockoff
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.