ARAÇATUBA | 23 OUTUBRO
| 22:2 | 20° MIN 31°MAX |
Pancadas de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
DILAFLOR abre licitação milionária para comprar computadores, parecida com certame que Edna Flor barrou no TCE em 2016
Anunciante
Faça o que eu falo, não faça o que eu faço. Seguindo à risca o famigerado ditado popular, a Prefeitura de Araçatuba abriu, no dia 16 deste mês, licitação muito parecida com a que foi embargada pela atual vice-prefeita, Edna Flor (PPS), em outubro do ano passado, quando ainda era vereadora e já havia vencido a disputa das eleições municipais ao lado do cimenteiro Dilador Borges.

A licitação em questão prevê a compra de 821 computadores, 361 estabilizadores, 80 impressoras, 40 notebooks, 2 servidores para rack e 450 tablets. O valor que o município pretende constar com tais aquisições não foi informado ao Política e Mais nem consta no edital disponível no site da Prefeitura. Pela quantidade de equipamentos, o que se pode constatar é que se trata de uma licitação milionária.

A Prefeitura também não informou ao site os motivos que sustentam a abertura do pregão presencial número 037/2017, para o registro de ata de preços destinada à aquisição dos equipamentos de informática.

O curioso na nova licitação é que, questionamentos feitos pela então vereadora Edna Flor, em outubro de 2016, e que levaram o TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) a suspender a licitação não são respondidos no edital publicado pelo governo DILAFLOR - formado pelo cimenteiro tucano e a defensora dos direitos humanos, da ética, da legalidade e da moralidade.

O BARULHO DA PARLAMENTAR

Ao pedir a suspensão da licitação aberta em 2016, no final do governo do então prefeito Cido Sério (PT) - na ocasião para a compra de 823 computadores, 174 impressoras, 259 notebooks, 5 projetores multimídia, 6 telas de projeção, 4 sistemas de armazenamento de imagens e dados e 400 tabletes com gasto estimado em R$ 6 milhões - Edna Flor reclamou que que o edital não informava o orçamento elaborado pela administração municipal e que, muito embora a planilha de preços integrasse os autos do processo administrativo, o acesso ao documento só se dava através de requerimento, cuja resposta poderia ser dada em até 15 dias, ultrapassando a data de abertura do certame.

Esse apontamento de Edna Flor à época deveria ser refeito por ela própria à administração que integra, pois quem acessa o edital via site da Prefeitura, não tem acesso a valores. Só sabe que a licitação tem prazo de validade de 12 meses para o municcípio formalizar as aquisições conforme sua necessidade.

Uma incoerência para lá de evidente em se tratando de uma vice-prefeita que, enquanto parlamentar, tanto esbravejou na Câmara contra atos do governo petista. Uma demonstração de que até chegar ao poder, muitos agentes públicos agem de uma forma e quando alcançam seus objetivos parecem se esquecer profundamente da ideologia que tanto pregaram.

A licitação milionária para compra de equipamentos de informática, bastante parecida com a de Cido Sério que foi embargada pela atual vice-prefeita, deve ter propostas apresentadas no dia 12 de setembro. Isso se nenhum questionamento for feito ao TCE-SP.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.