ARAÇATUBA | 12 DEZEMBRO
| 19:30 | 22° MIN 34°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
FAZER O BEM
Dilador e Edna devem anunciar secretários nos próximos dias
Anunciante
O prefeito eleito de Araçatuba, Dilador Borges (PSDB), e a vice Edna Flor (PPS), devem divulgar nos próximos dias parte dos nomes que integrarão seu secretariado a partir de 1º de janeiro de 2017. Os principais são pessoas do núcleo de apoio ao tucano, tanto durante o processo eleitoral como agora, no período de transição de governo.

Josué Cardoso de Lima deve mesmo ficar com a secretaria de Fazenda. Apesar de tentativas pela permanência do atual secretário, José Luís Rovedilho, o grupo de Dilador vê necessidade em mudar o comando da pasta. O escolhido é servidor de carreira e tem conhecimento nas finanças municipais.

Deocleciano Borella, presidente local do PSDB é outro que integrará o secretariado. O cargo mais provável a ocupar é o de chefe de gabinete. Outro nome dado como certo no secretariado de Dilador e Edna é o de Tadeu Consoni, na pasta de Planejamento.

De grande influência na campanha do tucano, o pecuarista Manoel Afonso Filho, ex-presidente do PSDB em Araçatuba, é outro nome que aparece na lista de secretariáveis. Ele, conforme pessoas do grupo e até mesmo vereadores eleitos pela coligação de Dilador, deve ficar com a pasta de Governo, responsável por intermediar a relação entre o governo municipal e a Câmara.

Ermenegildo Nava (PP), vereador em final de mandato também está com um pé no secretariado. Ele pode ficar com a pasta de Assuntos Jurídicos. No entanto, também é mencionado como um provável procurador-geral do município.

INDEFINIÇÕES

Das atuais 19 secretarias que compõem a administração municipal, há uma expectativa de que pelo menos cinco sejam extintas ou agrupadas a outras pastas. Uma das certezas é a de que a secretaria de Participação Cidadã deverá deixar de existir, tendo suas atividades agregadas ao Fundo Social.

Nas últimas semanas, muitas especulações ganharam destaque na imprensa local. Com boa votação no PV, a ex-vereadora Marly Garcia é cotada para a pasta de Cultura, assim como a jornalista Salomé Macedo. Na Comunicação, secretaria que deve voltar a ser apenas departamento ligado ao gabinete, o comando deve ficar com a Jornalista Kelly Taiacollo.

Para uma das pastas mais complexas, a da Saúde, o Política e Mais apurou que Dilador e Edna não devem optar por um médico para o comando principal. Por se tratar de um setor bastante técnico, seria difícil encontrar um profissional com disponibilidade para deixar suas atividades para apenas comandar a secretaria.

Na Educação, existe a expectativa de que a vereadora Edna Flor tenha influência na escolha de quem exercerá o cargo de secretário ou secretária. Ela também deve ter voz na escolha de quem comandará a Assistência Social, assim como os vereadores Carlinhos Santana (SD) e Tieza (PSDB).

Sobre outras pastas, a escolha de nomes segue mais indefinidas.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.