ARAÇATUBA | 20 NOVEMBRO
| 9:49 | 16° MIN 25°MAX |
Variação de Nebulosidade - Fonte: CPTEC/INPE
ECONOMIA E AGRONEGÓCIO
Anunciante
MERCADO IMOBILIÁRIO
Com conceito sustentável, condomínio visa a redução de déficit arbóreo
Anunciante

Na contramão da realidade de Araçatuba, que vive atualmente um déficit de cerca de 38 mil árvores, o empreendedor Jamil Buchalla lançou em dezembro de 2017 um loteamento com um projeto florestal ambiental ousado e único no Estado de São Paulo. Trata-se do Residencial Vila Madalena, localizado na via Olegário Ferraz, na região norte da cidade de Araçatuba.

O empreendimento é um sucesso, com mais de 80% dos lotes vendidos e é um dos destaques da 59ª Exposição Agropecuária de Araçatuba, popularmente conhecida como Expô Araçatuba. No estande, os visitantes podem conferir a maquete que apresenta todos os detalhes do empreendimento e ao se cadastrarem podem concorrer a um IPhone 8.

PROJETO

Segundo a consultoria responsável pelo projeto de distribuição e implantação da arborização e do reflorestamento no condomínio, o conceito é inovador, vinculado às necessidades, demandas, lazer e deleite da população.

Um dos grandes destaques é a questão da arquitetura florestal, que contempla alamedas floridas, matas e bosques nativos que climatizam o ambiente e são visitados por pássaros, além de tudo contribuem com a ecologia regional, juntos com pomares urbanos, que são árvores frutíferas e não necessitam dos mesmos cuidados que um pomar produtivo, mais adaptado à região e ao clima, permitirá aos moradores o prazer de apreciar frutas.

Para isso, está previsto o plantio de espécies nativas como o araçá-roxo, pitangueiras, e também amoreiras, goiabeiras, mangueiras, jabuticabeiras, cajá-manga, caju e acerola.

SEMPRE FLORIDO

Outra característica do projeto é o efeito paisagístico diferenciado, explica o empreendedor responsável Jamil Buchalla.

“Serão organizadas alamedas específicas, com determinadas espécies florestais e que trarão um efeito único na época de florada. Será possível encontrar espécies florestais de cerrado e mata atlântica, algumas delas com grande apelo de beleza. Numa determinada época florescerá uma espécie do cerrado, em outra, a de mata atlântica etc. Dessa maneira, o ano inteiro terá uma árvore florida, proporcionando um aspecto paisagístico contínuo”, detalha Buchalla.

Também haverá um maciço florestal, onde os moradores terão uma verdadeira mata, que atrairá várias espécies de aves, mas com a segurança de não se deparar com uma onça, por exemplo, uma vez que os limites da área do condomínio serão cercados.  

Nesta mata haverá trilhas para caminhadas e algumas das espécies de árvores que serão apreciadas durante o passeio, tais como: cedros, seringueiras, catiguás, guarirobas, aldragos, angicos-vermelhos, jacarandás-do-campo, oitis, jerivás, capixingui e diversas espécies de ipês. A expectativa de plantio é de quase 3.426 árvores, de aproximadamente 80 espécies diferentes.

 VIVER MELHOR

Com 44% dos lotes agrupados em vilas, proporcionará baixa circulação de veículos e ruas tranquilas. Também terá áreas verdes com praças temáticas espalhadas por todo o condomínio, oferecendo o contato constante com a natureza.

Buchalla também detalha que os benefícios ultrapassam a estética do residencial. “Quando a pessoa entrar no Vila Madalena, ela já perceberá que existe um diferencial, que os moradores têm o privilégio de abrir a porta da casa e se depararem com uma área verde. Depois vem um ambiente favorável ao lazer das crianças, com árvores frutíferas e espaços para fazer piquenique. Há um apelo ao esporte para todas as idades, onde as trilhas que atravessarão toda a mata e ligarão aos trechos de acesso de outras áreas, estimulam à caminhadas leves e plenas, em ambientes florestais”, explica o empreendedor.

O verde em abundância trará benefícios que ultrapassam a estética e trazem alívio ao araçatubense que deseja viver com mais qualidade de vida com menos calor e melhor ambiente.

“Vários estudos comprovam que regiões próximas de maciços florestais usufruem de um efeito de ‘ar-condicionado natural’, pois as árvores formam um sistema de melhoria na temperatura. Então, as pessoas poderão ter até 10ºC a menos que regiões vizinhas; a tendência é a diminuição no uso de ar-condicionado e ventiladores dos moradores. Os benefícios ambientais para a cidade são imensuráveis, já que vivemos um déficit arbóreo urbano de quase 50%”, salienta.

As obras estruturais na área começaram em fevereiro.

 


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.