ARAÇATUBA | 22 JUNHO
| 2:35 | 16° MIN 29°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Cláudio afronta Almir e diz que Nava e Edna barraram contratos
O vereador Cláudio Henrique da Silva (PMN) peitou o parlamentar estreante Almir Fernandes Lima (PSDB), o "homem da cambada", na noite desta segunda-feira (20). O tucano usou a tribuna para fazer a defesa do governo e expor seus pleitos à atual administração. No entanto, acabou tocando em assuntos no qual perdeu a educação.

Almir falou da limpeza do cemitério do Recanto de Paz, no Rosele; disse que impediu a poda indiscriminada de árvores no centro da cidade e que conseguiu "dar jeito" em três ambulâncias quebradas do governo municipal graças à ação de um mecânico da Sosp.

No entanto, bateu de frente com Cláudio Henrique da Silva quando foi responsabilizar a administração passada pela falta de remédios na rede municipal de Saúde. O tucano disse que o ex-prefeito Cido Sério (PT) deveria ter feito provisionamento quanto às contratações.

Almir disse que, dias atrás, o governo teve que correr para comprar soro. Afirmou que tentou pedir emprestado o medicamento para a Santa Casa, mas foi impedido por questão de legislação. No início do ano, a vice-prefeita Edna Flor (PPS) afirmou ao Política e Mais que obteve remédios emprestados do hospital durante um sábado. Na ocasião, ela não falou nada sobre a necessidade de autorização legal.

Cláudio rebateu dizendo que, sobre as contratações no final da gestão de Cido Sério, a maioria foi paralisada a pedido dos então vereadores Ermenegildo Nava (PP) e a atual vice-prefeita Edna Flor (PPS). A hoje representante do Executivo se apressou em mandar mensagem para o líder de governo, vereador Alceu Batista (PV), que nunca pediu a suspensão de contratos de remédios.

Ainda assim, Cláudio mantém sua razão quando Edna e Nava pediram, sim, que muitos procedimentos fossem paralisados para que o futuro governo pudesse conduzir as contratações como quisesse.

Cláudio também deixou claro que, no início do ano, a administração municipal demorou a receber o IPTU porque, no final do ano passado, Edna pediu a suspensão do projeto para impressão dos carnês por duas sessões. Posteriormente, vendo que não havia nada de errado, ela mesma pediu urgência na votação da proposta. Almir rebateu, afirmando que, apesar desse atraso, durante a gestão de Cido Sério, segundo ele, "nunca" o município recebeu o IPTU no dia 10 de janeiro, ocorrendo o início dos pagamentos sempre com atraso.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.