ARAÇATUBA | 21 OUTUBRO
| 22:51 | 15° MIN 29°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
ECONOMIA E AGRONEGÓCIO
Anunciante
'CARGA PARADA'
Caminhoneiros interditam parte da Marechal Rondon em 2º dia de greve
Anunciante

Caminhoneiros da região de Araçatuba interditaram parcialmente a rodovia Marechal Rondon (SP-300) sentido interior-capital, nesta terça-feira (22). Eles aderiram à greve nacional que começou nta segunda-feira em todo o país, contra os altos preços do óleo diesel.

A pista ficou parcialmente interditada por dois momentos: das 9h30 às 11h e das 14h até o final da tarde. Conforme o empresário do setor de transportes Fabiano Giacomelli, de Araçatuba, os caminhoneiros estão sendo abordados e convocados a permanecer no pátio do posto Cacique, onde a categoria está concentrada. Cerca de 300 caminhões estão parados no local. A maioria é de fora. Os carros de passeio, ambulâncias, motociclistas e demais veículos passam normalmente pelo bloqueio e seguem viagem.

Ainda nesta terça-feira, os caminhoneiros realizariam uma assembleia para definir se os caminhoneiros de fora permaneceriam parados ou se seguiriam viagem. Conforme Giacomelli, a greve é por tempo indeterminado.

Os caminhões parados no posto estão carregados de combustível, bobina, celulose, ração de cachorro, soja, açúcar, papelão, verdura e cargas diversas. O destino é variado: Santos, Santa Catarina, Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife.

Giacomelli afirma que a situação da categoria é a pior em 22 anos, tempo que ele tem de estrada. O valor do diesel varia de R$ 3,80 a R$ 4,10, dependendo da região do país. Mas, para ele, o razoável é que o litro custasse R$ 2,50. 

O Caminhoneiro Reginaldo Buzzo, de Birigui, também aderiu à paralisação. Seu caminhão, carregado de Celulose, está no pátio do posto Cacique desde segunda-feira. Ele entregaria a carga em Santos, mas decidiu entrar em greve, na tentativa de melhorar a situação de sua categoria.

Ele afirma que, para ir de Araçatuba a Santos, recebe R$ 4.400,00 de frete, mas gasta R$ 2.500 só de óleo diesel e outros R$ 1.400,00 de pedágio, ou seja, as despesas somam R$ 3.900,00, restando apenas R$ 500,00. “Isso quando não fura um pneu”, ressalta. Para fazer uma viagem como esta, ele leva de três a quatro dias.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.