ARAÇATUBA | 22 JUNHO
| 13:30 | 16° MIN 29°MAX |
Parcialmente Nublado - Fonte: CPTEC/INPE
ECONOMIA E AGRONEGÓCIO
GREVE DOS CAMINHONEIROS
Caminhoneiros desmentem governo sobre acordo e mantêm paralisação

Apesar do acordo anunciado pelo governo na noite desta quinta-feira (24), os caminhoneiros mantêm a paralisação em todo o País, inclusive na região de Araçatuba. A greve geral está em seu quinto dia e os reflexos já são sentidos pela população, com o desabastecimento de combustíveis e alguns alimentos, principalmente os perecíveis, nos supermercados.

Na madrugada desta sexta-feira (25), caminhoneiros bloquearam a entrada do centro de distribuição da Raízen, em Araçatuba, uma demonstração de que o impasse entre a categoria e o governo está longe de acabar. A paralisação é organizada por empresários do setor de transportes e caminhoneiros, que reivindicam a redução dos preços do óleo diesel.

Pelo acordo divulgado pelo governo federal, os caminhoneiros deveriam voltar ao trabalho e manter uma trégua de 15 dias, para evitar uma crise de desabastecimento no País.

Os caminhoneiros, no entanto, não reconhecem o acordo e afirmam que o documento foi assinado por lideranças que não representam a grande maioria dos manifestantes. “Eles não representam nem 10% da categoria em todo o País”, diz o empresário do setor de transportes Fabiano Giacomelli.

Eles afirmam que só voltarão ao trabalho se todas as reivindicações da categoria forem atendidas pelo governo federal.

Entre elas, estão a isenção da PIS/Cofins para o óleo diesel e a queda do preço do combustível na bomba; a publicação de uma tabela nacional de frete; renegociação das dívidas das transportadoras e isenção do pagamento de pedágios para caminhões com eixo erguido (veículos que retornam vazios após descarregar a carga em seu destino).

 

 


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.