ARAÇATUBA | 14 DEZEMBRO
| 7:43 | 21° MIN 34°MAX |
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
CIDADES
Anunciante
CIDADES
Câmara adia projeto de salário de R$ 17,6 mil para Salmeirão
Anunciante
Por pressão de funcionários e do Sisep (Sindicato dos Servidores Públicos de Birigui), a Câmara daquele município adiou por 14 dias, conforme requerimentos apreciados em sessão realizada na noite desta terça-feira (21), todos os projetos que estavam na pauta do dia e que previam reajustes salariais a servidores e, em especial, ao prefeito Cristiano Salmeirão (PPS), que conforme proposta apresentada, pode ter os vencimentos elevados para R$ 17.666,99.

No geral, o Sisep não concorda com o percentual de reajuste apresentado pela administração municipal, de 4,99%. O sindicato cobra do chefe do Executivo, para os servidores, uma elevação de 10% conforme promessa de campanha que teria sido feita pelo petebista.



Por conta da Pressão sofrida por parte de funcionários, que cobram melhores salários, e da população, que acha que Salmeirão passaria a ganhar demais, a Mesa Diretora apresentou sete requerimentos adiando todos os procedimentos de reajuste em trâmite na Casa.

Pelas proposituras elencadas na pauta do dia, a Câmara deveria apreciar o reajuste salarial dos agentes políticos municipais. Prefeito, vice e secretários deveriam ter seus vencimentos reajustados em R$ 4,99%, o que corresponde à inflação registrada no período de março de 2016 a fevereiro de 2017.

Se aprovado, o prefeito Cristiano Salmeirão passaria a receber R$ 17.666,99. Já o vice-prefeito, R$ 5.888,99 e os secretários R$ 6.725,43.

SERVIDORES

Ainda na sessão desta terça-feira , duas matérias tratavam, respectivamente, do reajuste salarial dos vencimentos e salários dos servidores da administração municipal e dos servidores da Câmara, cujo percentual total é o mesmo dos agentes políticos, 4,99%, válidos de forma retroativa a partir de 1º março. Neste caso, um atendimento à reposição salarial, meritória a quem realmente executa os serviços do governo municipal e do Legislativo.



ALIMENTAÇÃO

A Câmara também deveria apreciar reajuste do valor do vale-alimentação dos servidores do Executivo e do Legislativo, assim como o prêmio assiduidade. O benefício sobre alimentação passaria de R$ 135,00 para R$ 143,73 mensais, atingindo 6,47%, de reajuste. O mesmo percentual seria aplicado para o reajuste no valor do prêmio de assiduidade, que passaria de R$ 147,00 para R$ 156,51 mensais.

GREVE

Uma reunião está maraca para quinta-feira, pelo Sisep, para cobrar melhor reconhecimento por parte da administração municipal. Os servidores querem reajustes de 10% conforme teria sido prometido por Salmeirão durante sua campanha. Por outro lado, populares de Birigui se manifestaram nos últimos dias contra a elevação dos vencimentos do petebista. Com o adiamento por meio de requerimentos, os projetos volta a apreciação apenas no mês de abril.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.